Paulão: ‘Podem esperar força de vontade e determinação’

Zagueiro é apresentado nesta segunda-feira como jogador do Grêmio

O Grêmio apresentou oficialmente o zagueiro Paulão na tarde desta segunda-feira, no Olímpico. O defensor estava no Prudente e chega por empréstimo até maio de 2011, com opção de renovação com o Tricolor.

Logo na chegada, Paulão prometeu raça para ajudar a tirar o Grêmio da situação ruim na tabela.

– O time do Grêmio é muito bom, não merece estar nessa situação. Vocês podem esperar força de vontade e determinação para isso. É o primeiro grande clube da minha carreira. É chegar e trabalhar. Essa oportunidade tem que ser agarrada – completou.

O zagueiro foi integrado ao grupo na tarde desta segunda, mesmo antes de ser apresentado. O jogador treinou com os atletas que não participaram da maior parte da partida contra o Atlético-PR.
Paulão disse que é um jogador de força, que tem como qualidade o bom preparo físico.

– Sou um jogador de força, de porte. No momento que precisar ser duro, vou ser duro. Quando precisar tocar, vou tocar. O teste físico acabou sendo muito bom aqui no clube – afirmou.

Confira a ficha técnica do jogador:

Nome: Paulo Marcos de Jesus Ribeiro
Data de nascimento: 25/02/86
Local de nascimento: Salvador, Bahia
Altura: 1,87m
Peso: 84 kg
Clubes: Grêmio Prudente, Asa de Arapiraca e Independente-RJ

Empate ruim para Grêmio e Atlético-PR

Grêmio segue na degola. Furacão tem sequência freada

Atlético-PR e Grêmio empataram por 1 a 1, neste domingo, na Arena da Baixada. O resultado acabou sendo insatisfatório para os dois lados, já que o empate freou a sequência do Atlético, enquanto o Grêmio ainda permanece na zona do rebaixamento.

Muito pouco mereceu ser destacado nos primeiros 45 minutos de futebol disputados na Arena da Baixada. É fato que as duas equipes correram e brigaram. Contudo, tropeçaram em suas limitações técnicas.

Em uma noite de duas estreias – Gilson e Gabriel – o Grêmio ressentia-se de uma articulação mais eficiente no meio. Sem a munição necessária de Douglas e Souza, o time pouco produziu. Jonas, por duas vezes, tentou surpreender Neto. Muito pouco para quem sonha em deixar a zona do rebaixamento. O camisa 7, justiça seja feita, foi a melhor figura tricolor no gramado ruim do estádio rubro-negro.

O Atlético tampouco oferecia maiores perigos. No entanto, mesmo sem ser superior,o atacante Maikon Leite, figura mais efetiva do Furacão, aproveitou cochilo da zaga gremista, roubou a bola, driblou Victor e correu para o abraço.

O gol fez a temperatura da partida subir um pouco. O Furacão passou a dominar a maior parte das ações, enquanto o Grêmio, parecendo um time de jogadores sem conjunto, até tentava alguma coisa, mas passes errados e distanciamento entre os setores atrapalhavam as intenções tricolores.

Ao perceber a dificuldade tricolor na articulação, Renato Gaúcho voltou com Adilson na vaga de Gilson. A mexida trouxe novo ânimo para o Grêmio, que passou a frequentar mais o campo de defesa atleticano. Renato aguardou um pouco e pôs Leandro no lugar do inoperante Souza. A sorte do Grêmio mudou logo depois desta troca. Em sua primeira jogada, Leandro cruzou e Vilson, de cabeça, deixou tudo igual.

A partir daí, o Grêmio dominou amplamente a partida. O time tomou as rédeas da disputa, criou as chances, mas faltou capricho para finalizar. O atacante Borges ainda carimbou a trave rival, mas a igualdade teimou em persistir.

Na próxima rodada, quarta-feira, o Grêmio recebe o Guarani. O Atlético, por sua vez, encontra o Ceará na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 1 X 1 GRÊMIO

Estádio: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data-Hora: 29/8/2010 – 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ).
Auxiliares: Katiuscia Mayer Berger Mendonça (ES) e Lilian da Silva Fernandes Bruno (RJ).
Cartões amarelos: Manoel, Paulinho e Olberdam (APR); Gabriel, Fabio Santos e Gilson (GRE)
Cartões vermelhos:
Gols: Maikon Leite 35’/1ºT (1-0) e Vilson 14’/2ºT (1-1)

ATLÉTICO-PR:Neto, Wagner Diniz, Manoel, Rhodolfo e Paulinho; Deivid, Olberdam (Guerrón 25’/2ºT), Branquinho e Paulo Baier; Maikon Leite (Vitor 31’/2ºT)e Bruno Mineiro (Nieto 46’/2ºT) – Técnico: Carpegiani.

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Rafael Marques, Vilson e Fabio Santos; Fábio Rochemback, Gilson (Adilson – Intervalo), Souza (Leandro 13’/2ºT) e Douglas (Neuton 42’/2ºT); Jonas e Borges – Técnico: Renato Gaúcho.

Renato monta Grêmio com Gabriel na direita e Gilson no meio

Tricolor pode ter duas estreias contra o Atlético-PR, neste domingo, em Curitiba. Adílson treina entre os reservas

O treinamento coletivo orientado pelo técnico do Grêmio, Renato Gaúcho, na manhã desta sexta-feira indicou mudanças na equipe titular. São duas novidades: as estreias dos laterais Gabriel e Gilson. E um deles pode até aparecer no meio contra o Atlético-PR, domingo, na Arena da Baixada.

Gabriel já começa a desbancar Edílson. Ele treinou o tempo todo como lateral-direito titular. A surpresa foi a presença de Gilson como volante, ao lado de Fábio Rochemback. Na parte final do treino, o jogador buscado no Paraná passou para a lateral, no lugar de Fábio Santos, com o ingresso de Lúcio no meio.

Willian Magrão, com lesão muscular, está fora. O substituto mais provável parecia ser Adílson, que treinou no time reserva. Renato, porém, não confirmou a escalação.

Possível time para domingo: Victor, Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback, Adílson (Gilson/Lúcio), Souza e Douglas; Jonas e Borges.

Victor empenha a palavra e garante que Grêmio não será rebaixado

Qualidade do elenco e estrutura do clube dão ao goleiro a certeza da permanência na primeira divisão

Palavra de Victor. O goleiro do Grêmio garante ao torcedor que o time tricolor não será rebaixado no Campeonato Brasileiro. Maior ídolo da torcida azul, o jogador tem convicção de que o time gremista deixará em breve a zona de rebaixamento. Ele empenha sua própria palavra ao assegurar que a queda não é uma possibilidade real.

– Minha palavra está dada. Nem pensamos nessa possibilidade. É um momento ruim, mas vamos reverter. Eu garanto.

O goleiro afirma que a promessa não é da boca para fora. Ele vê elementos que indicam a recuperação do Grêmio no Campeonato Brasileiro.

– Temos que ficar preocupados quando o elenco não tem material humano. Isso o Grêmio tem de sobra. Temos que achar um padrão, retomar nossa caminho, a confiança, mas o mais importante é a estrutura e o material humano. São jogadores vencedores, experientes. Isso nos dá confiança em uma retomada – comentou Victor.

O camisa 1 concorda com Renato Gaúcho na tese de que tem faltado um pouco de sorte ao Grêmio. E cita o segundo gol do Santos na derrota de 2 a 1, nesta quarta-feira, no Olímpico, como um exemplo.

– Eu concordo com o Renato. Faltou um pouco de sorte. O jogador (Rodriguinho), desequilibrado, pegou uma bola difícil, no canto. Faltou sorte, mas a gente tem que fazer com que ela caminhe ao nosso lado.

O Grêmio é o 17º colocado no Campeonato Brasileiro, com 15 pontos. O próximo jogo é domingo, contra o Atlético-PR, em Curitiba.

Neymar brilha e Santos vira contra o Grêmio

Joia santista é fundamental mais uma vez e Peixe faz 2 a 1 no Tricolor, no Olímpico; Sonho continua!

Há pouco menos de uma semana o presidente do Santos anunciou para alegria dos torcedores que Neymar ficaria no clube apesar de o assédio do Chelsea. No domingo, a Joia santista brilhou na vitória sobre o Atlético-MG (2 a 0). Nesta quarta-feira, o camisa 11 foi fundamental mais uma vez: fez um gol e a jogada da virada do Peixe, por 2 a 1, sobre o Grêmio, no Olímpico. E ainda deve ter agradado ao técnico da Seleção Brasileira, Mano Menezes, que acompanhou o jogo no estádio…

Triunfo que mantém mais do que vivo o sonho da Tríplice Coroa. Sonho que poderia ter ficado mais longe por “culpa” do próprio Neymar, que perdeu um pênalti aos 40 do segundo tempo. Mas que acabou em festa oito minutos depois com um gol de Rodriguinho, quando o Peixe já tinha um jogador a menos. Derrota que afunda ainda mais o Tricolor gaúcho.

foto Confira as imagens da partida no Olímpico

As duas equipes começaram com um esquema muito parecido. Com dois armadores mais clássicos – Souza e Douglas, pelo Grêmio, e Marquinhos e Ganso, pelo Santos. Os ataques também tinham um desenho tático parecido.

A diferença ficou na velocidade dos times. Enquanto o Santos apostou em um jogo mais cadenciado, o Grêmio buscou os contra-ataques. E quando conseguiu acelerar, principalmente com Douglas, levou perigo.

E foi rapidamente que o Tricolor conseguiu abrir o placar: logo aos cinco minutos Borges aproveitou bom cruzamento de Fabio Santos e tocou de cabeça para a rede. Jonas teve, pelo menos, duas grandes chances e desperdiçou.

Na volta para a etapa final, o técnico Dorival Junior resolveu “copiar” o ataque do Grêmio. Tirou Marcel e colocou Zé Eduardo, apostando em uma maior mobilidade do setor.

Deu certo: Zé Eduardo perdeu logo de cara duas chances claras de marcar. A primeira tentou finalizar rebote do goleiro Victor, mas a bola pegou no camisa 1 do Grêmio e ainda bateu na trave. Na segunda, enrolou-se em uma cabeçada.

Mas o atacante reserva finalmente conseguiu ser produtivo ao Santos aos 22 minutos, quando sofreu pênalti, duvidoso, assinalado pelo árbitro Marcelo de Lima Henrique. Na cobrança, Neymar bateu fortemente e empatou a partida.

A comemoração do Peixe, porém, acabou sendo menor, porque o time perdeu Ganso, lesionado no lance. Aos 28, foi a vez de Douglas, do Grêmio, deixar o gramado. Com isso, os dois melhores jogadores do primeiro tempo acabaram não completando o jogo.

Se perdeu em qualidade, a partida ganhou em emoção. Aos 36, Alex Sandro recebeu o segundo amarelo e acabou expulso. O Grêmio tentou a pressão, mas foi o Peixe quem perdeu a melhor chance, com Neymar, que perdeu um pênalti, sofrido por ele mesmo.

Mas a Joia santista tem mesmo estrela. Aos 48 minutos fez boa jogada e bateu para o gol, o goleiro Victor conseguiu a defesa parcial, mas a bola sobrou para Rodriguinho marcar o segundo. Festa para o Peixe, agora o quarto colocado do Brasileirão, com 24 pontos. Já o Grêmio tem muito a lamentar: continua na zona do rebaixamento, com 15 pontos.

O Peixe voltará a jogar no próximo sábado contra o Goiás, no Pacaembu. Um dia depois o Grêmio pegará o Atlético-PR, na Arena da Baixada.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 1 X 2 SANTOS

Local: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data e Hora: 25/8/2010 – 22h
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e Ricardo de Almeida (RJ)

Renda e público: não disponíveis
Cartões amarelos: Rochemback (GRE); Edu Dracena, Neymar e Marcel (SAN)
Cartão vermelho: 36’/2ºT – Alex Sandro (SAN)
GOLS: 5’/1ºT – Borges (1-0); 23’/2ºT – Neymar (1-1); 48’/2ºT – Rodriguinho (1-2)

GRÊMIO: Victor; Edilson, Vilson, Rafael Marques e Fabio Santos, Fabio Rochemback, William Magrão (10’/1ºT – Fernando) (37’/2ºT – Malyson), Souza e Douglas (28’/2ºT – Leandro); Jonas e Borges. Técnico: Renato Gaúcho.

SANTOS: Rafael; Pará, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Rodriguinho, Marquinhos (37’/2ºT – Danilo) e Paulo Henrique Ganso (23’/2ºT – Zezinho); Neymar e Marcel. Técnico: Dorival Júnior

Em nome de Renato: Gabriel e Vilson são apresentados pelo Grêmio

Homens de confiança de Portaluppi, lateral-direito e zagueiro chegam ao Olímpico motivados pela presença do treinador

Foi, em grande parte, em nome de Renato Portaluppi que o lateral-direito Gabriel e o zagueiro Vilson vestiram azul, preto e branco. Homens de confiança do novo treinador do Grêmio, os jogadores foram apresentados oficialmente nesta terça-feira. Eles colocam os pés no Olímpico dispostos a ajudar o antigo chefe. Gabriel foi vice-campeão da Libertadores com Renato no Fluminense em 2008. Vilson foi atleta dele no Vasco.

Gabriel Vilson GrêmioGabriel e Vilson foram apresentados pelo Grêmio nesta terça (Foto: Alexandre Alliatti / globoesporte.com)

Gabriel é claro: a presença de Renato foi um diferencial para a decisão que ele tomou de retornar da Grécia para o Brasil.

– Eu decidi quando o Renato entrou em contato comigo, me passando a proposta dele. Acredito nele, como acreditei na época do Fluminense. Isso foi fundamental em minha decisão de vir para o Sul – disse Gabriel.

Gabriel no CT do GrêmioGabriel espera poder jogar no fim de semana
(Foto: Tatiana Lopes / Agência RBS)

Com Vilson, a situação foi parecida. Renato procurou o zagueiro, que estava no Vitória, e propôs que trabalhassem juntos outro vez, repetindo a parceria dos tempos de Vasco. Na ocasião, o zagueiro foi rebaixado para a Série B junto com o treinador. Mas ele valoriza o trabalho de Renato.

– Em relação a 2008, quando o Renato foi para lá, a situação estava mais complicada. Era difícil de reagir. Até conseguimos reagir, tanto que levamos a decisão até a última rodada. Ganhei experiência trabalhando com o Renato – afirmou o defensor.

Gabriel espera ter condições de jogo no fim de semana, contra o Atlético-PR, em Curitiba. Vilson já foi relacionado para o duelo desta quarta-feira, contra o Santos, e tem boas chances de começar o jogo.

– Minha última atuação foi na sexta passada, pelo Vitória. Estou pronto para jogar. Estou feliz em estar aqui para ajudar o grupo, ajudar o Grêmio. É um jogo importante, em casa – disse Vilson.

Gabriel Rodrigues dos Santos nasceu no dia 5 de junho de 1981, em São Paulo. Tem 1,71m e 72kg. Defendeu São Paulo, Fluminense, Málaga, da Espanha, Cruzeiro, Fluminense e Panathinaikos, da Grécia. Foi campeão paulista, carioca, grego e da Copa da Grécia. Tem contrato com o Grêmio até dezembro do ano que vem.

Vilson Xavier de Menezes Júnior é natural de São Gonçalo (RJ), onde nasceu em 3 de abril de 1989. Tem 1,89m e 79kg. Defendeu Madureira, Vasco e Vitória. Foi campeão da Série B com o time carioca. Também ganhou o Campeonato Baiano. O vínculo com o Tricolor vai até o fim do ano.

Gabriel realiza exames médicos no Olímpico

Lateral-direito chegou a Porto Alegre nesta segunda-feira e vai assinar com o Grêmio por um ano na próxima terça-feira

O lateral-direito Gabriel realizou exames médicos na tarde desta segunda e será apresentado na terça-feira como novo reforço do Grêmio. O jogador estava no Panathinaikos, da Grécia.Via twitter, Gabriel comentou sobre sua viagem a Porto Alegre, cidade chamada por ele de maravilhosa.

”O jantar de despedida lá na Grécia foi emocionante. Os grandes amigos que fiz estavam presentes. Servirá de motivação” disse ele, comentando como foi a despedida.

”Começo de uma nova fase da minha vida, mais um desafio, a vida é cheia deles. Vai dar tudo“ postou.

Gabriel chegou ao Olímpico acompanhado do pai, Wladimir.

Além dele, o zagueiro Vilson já treina com o grupo e também será apresentado na próxima terça-feira. O lateral-esquerdo Gilson está bem encaminhado, mas ainda não tem data de apresentação. O lateral-direito Jefferson, do Paraná, também está a caminho.