Emoção não pode prejudicar o nível técnico, afirma Tcheco

Capitão diz que polêmica racista não vai atrapalhar o Grêmio

Tcheco afirma que o Grêmio tem que apresentar um bom futebol (Ricardo Rimoli)

Tcheco afirma que o Grêmio tem que apresentar um bom futebol (Ricardo Rimoli)

LANCEPRESS!

Tomar as encrencas do jogo do Mineirão como motivação, mas sem esquecer de mostrar um bom futebol. Essa é a fórmula do Grêmio para reverter o 3 a 1 imposto pelo Cruzeiro no primeiro confronto e conquistar o direito de ir à final da Libertadores.

Ela foi exposta por Tcheco nesta segunda-feira, após o primeiro trabalho na semana para a grande decisão de quinta-feira, no Olímpico. O capitão revelou que a idéia de equilibrar os fatores emocionais e técnicos saiu de uma conversa do técnico Paulo Autuori.

— A gente está trabalhando em cima do que o Cruzeiro fez, naquela polêmica sobre racismo. Aquilo ultrapassou os limites. Mexeu com os nossos brios. Mas o Paulo enfatizou que essa energia não pode influir negativamente no principal, que é a necessidade de jogar bem. Só com bom futebol vamos alcançar a classificação, ele disse, e eu estou de acordo – contou Tcheco.

O problema, pelas entrevistas de Autuori e dos dirigentes, é que o Grêmio cria as chances mas não consegue convertê-las em gols. No Mineirão, também foi assim. Segundo o diretor de futebol Luís Meira, só na Libertadores foram 25 oportunidades desperdiçadas.

Então, com um ataque tão decepcionante, como resolver o problema? Tcheco garante que dessa vez será diferente.

— Estamos no topo da concentração, desde a semana passada. Então, se criarmos as chances, tenho certeza de que essa concentração vai nos ajudar a converter. Além do mais, de tanto que durou, sinto que está na hora de esse problema terminar.

Victor volta ao Grêmio e tem missão complicada pela frente

Goleiro foi campeão da Copa das Confederações com a Seleção

Victor volta para reassumir a camisa 1 do Grêmio na Copa Libertadores (Crédito: Paulo Sérgio)

Victor volta para reassumir a camisa 1 do Grêmio na Copa Libertadores

O goleiro Victor, campeão da Copa das Confederações pela Seleção, já está de volta ao Brasil e chega a Porto Alegre nesta segunda-feira. A missão do camisa 1 é reassumir a posição e ajudar o Grêmio no duelo contra o Cruzeiro, nesta quinta-feira, pelo jogo de volta da semifinal da Copa Libertadores.

Depois de perder o primeiro jogo por 3 a 1, no Mineirão, o Grêmio fazer 2 a 0 para se classificar para a final da competição. Victor, que não atuou na África do Sul, está preparado para entrar em campo.

– Estou pronto. É um jogo importante e espero ajudar o Grêmio a conseguir a classificação.

Saída de Ruy seria por indisciplina

Lateral estava insatisfeito com a reserva no Grêmio

Ruy não estaria satisfeito com a reserva e deixa o Grêmio(Ricardo Rimoli)

Ruy não estaria satisfeito com a reserva e deixa o Grêmio(Ricardo Rimoli)

LANCEPRESS!

Por que Ruy está deixando o Grêmio? Segundo o vice-presidente de futebol, André Krieger, o jogador e o clube chegaram ao consenso de que essa era a melhor solução. A rescisão de contrato foi feita nesta segunda-feira.

— O Ruy não estava satisfeito com a reserva. Nessas situações, é mesmo melhor o atleta tomar outro caminho. Houve consenso – disse Krieger.

Na verdade, a saída do lateral-direito, seis meses meses antes do final de seu contrato de um ano, pegou de surpresa até o seu empresário, Márcio Bittencourt.

— Ele até tinha comprado apartamento em Porto Alegre, dizia que gostava do clube e da cidade – disse Márcio.

Nos bastidores do Olímpico, comenta-se que o tal consenso só existe nas palavras diplomáticas dos dirigentes. Ruy teria criticado Paulo Autuori, pelo fato de este escalar o zagueiro Thiego em seu lugar, no jogo contra o Cruzeiro – e, segundo essa versão, suas palavras chegaram aos ouvidos do técnico.

Herrera: ‘Jogaremos até a morte para vencer o Cruzeiro’

Atacante pede entrega total na decisão por vaga na final da Copa Libertadores

Herrera garante que está pronto para ser escalado nesta quinta-feira (Crédito: Ricardo Rimoli)

Herrera garante que está pronto para ser escalado nesta quinta-feira

LANCEPRESS!

A derrota por 3 a 1 para o Sport, neste domingo, na Ilha do Retiro, parece ter motivado o Grêmio para o duelo decisivo contra o Cruzeiro, quinta-feira, pelo jogo de volta da semifinal Copa Libertadores. Pelo menos é o que transparece no discurso do argentino Herrera, que afirma que o time precisa jogar até a morte para avançar na competição.

– Tem que ter atitude. Tem que jogar até a morte, porque é um jogo decisivo. Temos que nos matar para conseguir a classificação – disse à Rádio Gaúcha.

Na primeira partida, no Mineirão, o Grêmio perdeu por 3 a 1. O técnico Paulo Autuori preferiu deixar o atacante no banco ao escalar a dupla formada por Maxi López e Alex Mineiro, que não marcava há 125 dias. Herrera garante que tem bom entrosamento com o também argentino Maxi López.

– A característica do Maxi é parecida com a minha. Nós sempre tentamos correr, sem desistir nunca das jogadas – disse, afirmando que está pronto caso seja escalado para iniciar o jogo no Olímpico.

– Estou sempre pronto. Não tive essa condição ainda de jogar cinco ou seis jogos em sequência. Estou sempre à disposição, sou muito profissional nisso, sempre treinando. Sempre quero jogar, treino para jogar os noventa minutos.

Grêmio perde na Ilha do Retiro

Leão sai da zona do rebaixamento. Tricolor segue sem vencer fora de casa


Foi corrido, lá e cá, e no fim das contas o Sport bateu o Grêmio por 3 a 1, neste domingo, na Ilha do Retiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Fabiano, aos 18 minutos do primeiro tempo, abriu o placar para o Leão. No entanto, no mesmo minuto, só que dá etapa complementar, Jonas empatou. Mas Élder Granja, aos 39, e Fumagalli, aos 43, fecharam a conta a favor da equipe pernambucana. O mesmo Jonas, que marcou o gol tricolor, foi expulso infantilmente. Com o resultado, o Sport sai da zona do rebaixamento e fica na 15ª posição, com oito pontos, enquanto o Grêmio cai para 13º com nove.

Um problema no gerador do estádio da Ilha do Retiro prejudicou a iluminação e atrasou o início do jogo. De acordo com o árbitro Marcelo de Lima Henrique, a partida não começaria enquanto a luz não fosse completamente estabelecida. Após uma conversa do trio de arbitragem com o delegado da partida, a bola rolou com aproximadamente dez minutos de atraso.

Na próxima rodada, o Sport enfrenta o Santos, sábado, na Vila Belmiro, às 18h30m. Já o Grêmio recebe o Atlético-PR, domingo, no Olímpico, às 16h. Ambos com horários de Brasília.

Grêmio tem gol anulado, e o Sport sai na frente

Logo no primeiro minuto, Fabiano apareceu pelo lado direito e cruzou rasteiro. Helder se antecipou ao ataque do Sport e afastou para o Grêmio, que foi escalado no esquema 3-5-2, que não é o preferido de Paulo Autuori. Na sequência, após uma cobrança de falta para a área tricolor, o volante Sandro Goiano, que mais uma vez reencontrava a sua ex-equipe, cabeceou sobre a meta de Marcelo Grohe.

Se o Sport partiu para cima criando duas oportunidades com menos de cinco minutos, a equipe gaúcha não deixou por menos. Herrera arrancou da intermediária, invadiu e rolou para quem chegava de trás. Jonas dominou e finalizou. Fabiano cortou em cima da linha, evitando o gol tricolor. Aos 15, após cobrança de falta para a área pernambucana, Jonas escorou de cabeça, para o fundo da rede. O árbitro anulou o gol, marcando falta do uruguaio Orteman.

O Sport chegou novamente em duas cobranças de escanteio. Na primeira, Wilson apareceu no primeiro pau, de cabeça, e Marcelo Grohe espalmou. Em seguida, Fabiano testou, mas o arqueiro não deu o rebote. Aos 18, Ciro, que até então estava apagado, desceu pela esquerda, invadiu a área e rolou para trás. Fabiano escorou para a rede, abrindo o placar para o Leão.

Mal deu nova saída de bola, e o Grêmio por muito pouco não empatou. Depois de um chute cruzado de Maylson, Magrão não segurou. No rebote, Jonas cebeceou rente à trave. O lado direito da defesa gaúcha dava espaços, e a equipe pernambucana aproveitava. Aos 23, após mais uma jogada por aquele setor, Wilson fez o corta-luz, mas Fabiano finalizou fraquinho.

Aos 34, Douglas Costa cobrou falta, próxima à entrada da área, assustando Magrão. A cada ataque gaúcho, os pernambucanos devolviam na mesma moeda. Wilson fez a jogada e deixou com Sandro Goiano. O volante limpou a marcação, mas bateu pela linha de fundo. Aos 38, Fumagalli entrou no lugar de Hugo, que saiu com asma. Três minutos mais tarde, Maylson arrancou desde a intermediária e chutou forte, sobre o gol. Ciro respondeu aos 42, também sobre a meta.

Os últimos minutos do primeiro tempo preocuparam os departamentos médicos de Sport e Grêmio. O volante Hamilton sentiu contusão, enquanto o zagueiro Mário Fernandes alegava câimbras. Os técnicos pediram para os atletas segurarem, e o árbitro encerrou a primeira etapa.

Defesa vacila, mas Granja e Fumagalli dão a vitória ao Leão

Na etapa complementar, como era esperado, Emerson Leão e Paulo Autuori mexeram em suas equipes. No Sport, Dudé substituiu Hamilton, enquanto no Grêmio, o zagueiro Mário Fernandes deu lugar a Heverton; e Isael entrou na vaga de Douglas Costa. Aos quatro, Fabiano desceu pela direita e chutou cruzado, assustando Marcelo Grohe.

Muito marcados, os atacantes do Grêmio Jonas e Herrera pouco tocavam na bola na segunda parte. O Sport continuou explorando as jogadas pelas laterais. Aos 14, Wilson recebeu na pequena área, mas foi travado na hora do chute. Depois do escanteio, Dutra pegou o rebote, de fora da área, e acertou o travessão de Marcelo Grohe, quase ampliando para o Leão.

Mas aos 18, a linha do impedimento traiu a retaguarda do Sport. Isael cobrou falta para a área. A zaga saiu e deixou Jonas em posição legal, de frente para a meta. O atacante só finalizou na saída de Magrão, empatanto para o Grêmio. Aos 21, em um vacilo do lateral Helder, que jogou improvisado na zaga, Wilson quase deixou novamente o Sport em vantagem. Logo depois, Ciro foi substituido por Weldon e saiu revoltado.

Aos 25, o técnico Paulo Autuori deixou de lado o esquema 3-5-2 e apostou no 4-4-2, formação de sua preferência, ao sacar Helder e colocar o garoto Fernando. A equipe gaúcha melhorou, no entanto Jonas cometeu uma infantilidade. Depois de dividir com o zagueiro César, o atacante puxou o pé do adversário, sem bola, e acabou expulso. Paulo autuori ficou inconformado.

Aos 35, Herrera arriscou da entrada da área, assustando Magrão. Mas mais cedo ou mais tarde a expulsão de Jonas prejudicaria de alguma forma o Tricolor, e foi aos 39. Dutra recebeu o lançamento de Fumagalli e cruzou para a área. Weldon cabeceou, mas Marcelo Grohe deu o rebote. Élder Granja empurrou para o fundo da rede. Na sequência, o mesmo Élder Granja fez bela jogada, caiu na área, mas o árbitro não marcou o possível pênalti.

A defesa gaúcha se abriu de vez, e Fumagalli, após um passe de Wilson, decretou números finais ao jogo a favor do Sport.

Ficha técnica:

SPORT 3 x 1 GRÊMIO
Magrão; Élder Granja, César, Juliano e Dutra; Hamilton (Dudé), Sandro Goiano, Fabiano e Hugo (Fumagalli); Ciro (Weldon) e Wilson. Marcelo Grohe; Mário Fernandes (Heverton), Helder (Fernando) e Rafael Marques; Joilson, Maylson, Douglas Costa (Isael), Orteman e Jadílson; Jonas e Herrera.
Técnico: Emerson Leão. Técnico: Paulo Autuori.
Gols: Fabiano, aos 18 minutos do primeiro tempo. Jonas, aos 18 minutos do segundo tempo, Élder Granja, aos 39 e Fumagalli, aos 43.
Cartões amarelos: Hamilton, Hugo, Sandro Goiano, Fumagalli e Fabiano (Sport); Douglas Costa, Rafael Marques e Herrera (Grêmio). Cartão vermelho: Jonas (Grêmio).
Estádio: Ilha do Retiro. Data: 28/06/2009. Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ). Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Luiz Carlos Câmara Bezerra (RN).
Renda e público: 14.883 torcedores / R$ 72.545,00

Sport recebe o Grêmio na Ilha do Retiro

Tricolor gaúcho deverá entrar com uma equipe mista

LANCEPRESS!

O Sport recebe o Grêmio neste domingo às 18h30 na Ilha do Retiro, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, pensando numa reabilitação, além da tentativa de sair da zona de rebaixamento. O Grêmio, que está focado na Copa Libertadores da América, deverá entrar com um time misto.

As duas equipes vivem situações distintas na competição, enquanto o Leão segura a vice-lanterna com cinco pontos, o Tricolor é o nono colocado com nove somados. Mas os times se assemelham em algo: não vencem há duas rodadas. Tendo o Sport vencido o Flamengo e o Grêmio superado o Náutico na quinta rodada.

O técnico Emerson Leão resolveu apostar num forte esquema defensivo, mesmo sendo o mandante do jogo. A equipe rubro-negra terá três volantes, com Hamilton, Sandro Goiano e Fabiano, que protegerão a zaga composta por César e Juliano, que substituem Durval e Igor, que estão suspensos.

– Temos que nos adaptar o mais rápido possível ao esquema de Leão, pois estamos jogando direito, mas não estamos conseguindo finalizar bem. A equipe lutará pela vitória, para darmos um presente para nossa torcida – disse o meia-atacante Hugo.

Embora ocupe um modesto nono lugar no Brasileiro, com apenas nove pontos em sete rodadas, o Grêmio só pensa no jogo contra o Cruzeiro, quinta-feira da próxima semana, quando terá de reverter a derrota de 3 a 1 sofrida no Mineirão, pelas semifinais da Libertadores. Por isso, não quer correr riscos: escalou um time todo de reservas para ir à Ilha do Retiro enfrentar o Sport.

Uma equipe de última hora. Tem improvisações – o lateral-esquerdo Hélder, por exemplo, será zagueiro, e o meia Maylson, cabeça-de-área. Até o esquema tático mudará. Depois de enterrado, o 3-5-2 estará de volta. Tudo para acomodar os reservas disponíveis.

— Poderemos enfrentar algum problema de entrosamento, mas vamos superar tudo com aplicação – disse o zagueiro Rafael Marques.

A grande novidade será Mário Fernandes. O zagueiro de 19 anos trazido do São Caetano enfrentou problemas psicológicos e chegou a sumir do clube, em abril. Mas hoje Mário se sente completamente integrado, e chama a atenção pela velocidade e pela técnica. Segundo alguns membros da comissão técnica, trata-se do “novo Lúcio”.

Maylson e Douglas Costa, jovens promessas do Tricolor – os dois integraram a Seleção Sub’20 campeã sul-americana em janeiro –, poderão atuar desde o início, uma raridade.

O ataque será formado por dois jogadores experientes, destaques nos treinos. Jonas, que era titular antes da chegada de Autuori, ainda é o artilheiro gremista na temporada. E Herrera costuma melhorar o rendimento do ataque quando entra durante as partidas – aliás, como se viu contra o Cruzeiro, quarta-feira.

Por isso, e como o adversário passa por fase ruim, o Grêmio B poderá fazer o que o A ainda não conseguiu neste Brasileiro: ganhar fora de casa.

FICHA TÉCNICA

Estádio: Ilha do Retiro, Recife (PE)

Data/hora: 28.06.09 – 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Auxiliares: Cleriston Clay Barreto Rios (SE) e Luiz Carlos Câmara Bezerra (RN)

SPORT: Magrão, Elder Granja, César, Juliano e Dutra; Hamilton, Sandro Goiano, Fabiano e Hugo; Wilson e Ciro.

Técnico: Emerson Leão.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Mário Fernandes, Rafael Marques e Hélder; Joílson, Orteman, Maylson, Douglas Costa e Jadilson; Herrera e Jonas.

Técnico: Paulo Autuori.

Douglas Costa deve ficar no Grêmio

Manchester não confirma acordo com jogador

Revelação deve ficar no Grêmio (Crédito: Ricardo Rimoli)

Revelação deve ficar no Grêmio

LANCEPRESS!

Ao contrário do que estava sendo especulado nos últimos dias, o meia Douglas Costa, tratado como uma jóia no Grêmio, não deve ir para o Manchester United.

Olheiro oficial há nove anos do clube inglês, John Calvert, que está em São Paulo, falou sobre a grande revelação do Tricolor Gaúcho.

– É um grande jogador. Douglas Costa tem um potencial incrível, mas tem jogado muito pouco no Grêmio. Por isso, não dá para fazermos uma avaliação melhor – afirmou o dirigente, que evitou comparar o jogador com Cristiano Ronaldo.

– São jogadores totalmente diferentes. Para começar o Douglas Costa mede 1,70m e o Cristiano Ronaldo 1,86m – ressaltou John Calvert

Segundo o jornal The Times, o Manchester teria oferecido ao Grêmio 20 milhões de libras para ter o jogador (R$ 64milhões).

– Sinceramente, acho uma proposta muito alta e sequer fui consultado sobre o jogador – finalizou Calvert

Pela Seleção Brasileira, Douglas Costa foi campeão Sul Americano Sub-20.