São Paulo derrota o Grêmio no Morumbi

Atacante marcou os dois gols da vitória por 2 a 1, em partida realizada na noite desta quinta-feira


O São Paulo segue a sua escalada no Campeonato Brasileiro. O frio da capital paulista não intimidou a equipe comandada por Ricardo Gomes, que, na sua melhor partida na competição, venceu o Grêmio por 2 a 1 e obteve o seu terceiro resultado positivo nos últimos quatro jogos. Já o Tricolor gaúcho justificou a fama de pior visitante da competição. Com o tropeço desta quarta, a equipe comandada por Paulo Autuori chegou a sexta derrota em sete jogos disputados longe do estádio Olímpico. O aproveitamento é de apenas 4,7%.

Com a vitória, o São Paulo foi aos 21 pontos na tabela do Campeonato Brasileiro e foi para o 11º lugar. O Grêmio, que tem o mesmo número de pontos, é o décimo colocado por ter uma vitória a mais.

Gomes mexe no time

Como a partida contra o Grêmio normalmente é marcada por muito contato físico, o técnico Ricardo Gomes mudou o meio-campo do São Paulo. Ele barrou o Marlos e promovou o retorno de Junior Cesar. Com isso, Jorge Wagner, que havia sido ala contra o Barueri, fez o papel de meia. André Dias, aprovado em teste no vestiário, formou o trio de beques com Renato Silva e Miranda. No Grêmio, o técnico Paulo Autuori escalou força máxima.


Quando a bola rolou, o São Paulo tomou a iniciativa da partida, mas parou na marcação gremista. E, quando o time gaúcho colocou a bola no chão, assustou. Aos 12min, Herrera fez bela jogada pela direita e cruzou para Maxi Lopez que, livre, bateu à esquerda do gol de Bosco.


Como o Grêmio valorizava ao máximo a posse de bola, o São Paulo apostava numa marcação forte para surpreender nos contra-ataques. E foi dessa maneira que o time chegou com perigo pela primeira vez. Aos 18min, Hernanes roubou a bola de Túlio no meio-campo e tocou para Dagoberto, que disparou uma bomba de fora da área. A bola raspou a trave direita de Victor.

Jogadores comemoram o primeiro gol marcado por Dagoberto

Com as duas marcações não dando espaços, somente a individualidade é que faria a diferença. Foi aí que Hernanes apareceu. Aos 21min, ele fez lançamento primoroso para Dagoberto, que avançou nas costas da defesa gremista e, dentro da área, bateu de primeira, sem chances de defesa para o goleiro gremista. Um belo gol.


A vantagem no marcador fez muito bem ao São Paulo que, nos dez minutos seguintes ao gol, aproveitou o baque do adversário e sufocou. O segundo gol só não saiu aos 26min porque Victor fez bela defesa em cabeçada de Dagoberto, após cruzamento da direita de Hernanes.


Nos últimos dez minutos do primeiro tempo, o Grêmio conseguiu se reorganizar em campo e voltou a equilibrar a partida. O problema é que suas duas peças de criação, Tcheco e Souza, não tinham o menor espaço. Richarlyson foi o marcador pessoal do primeiro, enquanto que Hernanes não deu espaços para o segundo. No ataque, Maxi Lopez era bem marcado por Miranda e Herrera não levava perigo. O São Paulo, por sua vez, sempre que tinha a posse de bola, apostava na velocidade de Dagoberto para levar perigo.


Etapa complementar

Irritado com o desempenho da equipe, o técnico Paulo Autuori mudou o ataque no intervalo. Ele trocou Herrera por Jonas, apostando na troca rápida de passes para tentar furar o bloqueio defensivo do São Paulo.

Só que a estratégia foi por água abaixo logo no primeiro lance do segundo tempo, quando o São Paulo fez o segundo gol. Dagoberto avançou pela direita, cortou para o meio, tocou para Jorge Wagner, que devolveu na medida para o camisa 25. Como se fosse uma repetição do primeiro gol, o atacante, de primeira, bateu firme, sem chance de defesa para Victor.

O Grêmio, então, partiu para o tudo ou nada. O time gaúcho adiantou o seu meio-campo para tentar atacar. Só que, além de não levar o menor perigo, deixou o contra-ataque à disposição do São Paulo, que começou a desperdiçar várias oportunidades de gol. Aos 11min, Junior Cesar desceu pela esquerda e cruzou para a área. A defesa gremista afastou o perigo e, na sobra, Jean quase fez de fora da área.

Dois minutos depois, Dagoberto desceu pela direita e tocou para Richarlyson. O volante cortou para o meio e disparou uma bomba de pé esquerdo, no ângulo direito de Victor. A bola explodiu no travessão. Na sobra, Junior Cesar pegou pela esquerda e, de fora da área. arriscou o chute. Novamente, a bola foi no travessão de Victor.

O torcedor são-paulino, entusiasmado, começou a gritar nas arquibancadas.

– Ooooo, o campeão voltou, o campeão voltou.

E o time, dentro de campo, seguia passeando. Aos 16min, foi a vez de Borges perder grande chance. Ele recebeu assistência açucarada pelo meio, invadiu a área e, na saída de Victor, tocou no canto esquerdo do goleiro gremista. A bola raspou a trave e saiu. Do lado gremista, o técnico Paulo Autuori, sem alternativa, colocou seu time ainda mais no ataque, com a entrada do meia-atacante Douglas Costa na vaga do volante Adílson.

O time melhorou e conseguiu manter mais a posse de bola. Aos 27min, Douglas Costa arriscou de fora da área e Bosco espalmou. Cinco minutos depois, Jonas foi lançado por Souza, invadiu a área e foi derrubado por Miranda, que cometeu um pênalti infantil. Na cobrança, o capitão Tcheco mostrou categoria, botando no canto direito de Denis, que pulou para o lado esquerdo.

E o jogo, que estava decidido, ganhou em emoção. O gol fez o time gaúcho renascer em campo. Sem nada a perder, o time botou pressão e o São Paulo acuou. Ricardo Gomes, para reforçar a marcação, sacou Eduardo Costa no lugar do cansado Hernanes. Depois, tirou Dagoberto e colocou Marlos. E o Grêmio, aos 39min, quase empatou. Após falha de André Dias, Douglas Costa invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado. A bola desviou na zaga são-paulina e raspou a trave de Denis.

O Grêmio pressionou até o fim. Mas o São Paulo conseguiu se segurar e comemorou a vitória.

Ficha técnica:

SÃO PAULO 2 x 1 GRÊMIO
Denis; Renato Silva, André Dias e Miranda; Jean, Hernanes (Eduardo Costa), Richarlyson, Jorge Wagner e Junior Cesar; Dagoberto (Marlos) e Borges. Victor; Mario Fernandez (Rafael Marques), Rever, Léo e Fábio Santos; Túlio, Adílson (Douglas Costa), Tcheco e Souza; Herrera (Jonas) e Maxi Lopez.
Técnico: Ricardo Gomes. Técnico: Paulo Autuori.
Gols: Dagoberto, aos 21min do 1º tempo e a 1min do 2º tempo. Tcheco, aos 32min do 2º tempo
Cartões amarelos: Borges, Miranda e Jorge Wagner (São Paulo),
Estádio: Morumbi. Data: 30/07/2009. Árbitro: Héber Roberto Lopes (PR). Auxiliares: Gílson Bento Coutinho (PR) e Moises Aparecido de Souza (PR). Renda e Público: R$ 295.745,00 / 13.223 pagantes

Campeão e vice em 2008, São Paulo e Grêmio buscam manter a reação

Equipes fazem campanha apenas regular na competição e precisam da vitória para subir na tabela de classificação


Borges e Souza se enfrentam nesta quinta

Há três jogos sem saber o que é perder no Campeonato Brasileiro, o São Paulo quer continuar sua ascensão na competição. E, para isso, nada melhor do que enfrentar o pior visitante da competição. A equipe comandada pelo técnico Ricardo Gomes recebe o Grêmio, em partida que acontecerá nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi, às 21h. O Tricolor gaúcho, até agora, somou apenas um pontos nos 18 disputados longe do estádio Olímpico.

O duelo marcará o reencontro do campeão brasileiro de 2008, o São Paulo, contra o vice-campeão, o Grêmio. O Tricolor gaúcho disparou no meio do campeonato, chegou a abrir 11 pontos de vantagem, mas depois bobeou e foi superado pelo rival, que conquistou o seu sexto caneco nacional.

A partida será transmitida para todo o país pelo Premiére, através do sistema pay-per-view. O GLOBOESPORTE.COM acompanhará o duelo em tempo real, com vídeos exclusivos, a partir das 20h30m.

Na tabela de classificação, o time gaúcho leva ligeira vantagem, com 21 pontos conquistados e a oitava colocação. O Tricolor, que tem três pontos a menos, vem em 12º.

Noite de reencontros

Uma das atrações da partida que acontecerá na capital paulista é que o Grêmio pode ser considerado uma espécie de inimigo íntimo do São Paulo. Isso porque quatro atletas que hoje estão na equipe gaúcha já passaram pelo time do Morumbi: os laterais Joilson, Jadilson e Fábio Santos e o meia Souza. No banco de reservas, outro velho conhecido: o técnico Paulo Autuori.

Os jogadores do São Paulo acreditam que os ex-atletas entrarão em campo com uma motivação especial.

– Eles vão querer mostrar serviço até para deixarem claro que poderão voltar um dia. O Souza vive grande fase e precisaremos tomar muito cuidado. O Grêmio é um adversário que merece muito respeito – ressaltou Richarlyson, que retorna ao time após ter cumprido suspensão automática na vitória contra o Barueri.

Em relação ao time, o técnico Ricardo Gomes só vai anunciar a escalação nos vestiários. Isso porque o zagueiro André Dias, que se recupera de uma lesão na coxa direita, fará um teste na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda. Se ele não puder jogar, o volante Zé Luis atuará na zaga improvisadamente. Outro desfalque será Washington, que foi expulso contra o Barueri e terá de cumprir suspensão automática. Ele cederá lugar a Borges, que formará dupla com Dagoberto.

Grêmio vai no embalo de Souza

A boa fase de Souza é uma das armas do Grêmio neste confronto de tricolores. O meia participou dos últimos seis gols do time gaúcho. Na partida de sábado, contra o Santo André, marcou um e cruzou duas bolas para Rafael Marques balançar a rede.

Ciente da responsabilidade que tem na condução do time rumo às vitórias, Souza quer que o Grêmio melhore seu desempenho fora de casa, que é o pior entre os 20 clubes do Brasileirão. Em seis jogos, foram cinco derrotas e um empate.

– O que eu penso é que a equipe é uma dentro de casa e tenta ser a mesma coisa fora de casa. Nós temos que ter na nossa cabeça que, fora de casa, quem tem que partir para os contra-ataques é a equipe adversária – analisou o jogador.

Para o jogo desta quinta. o técnico Paulo Autuori terá as voltas de Réver, Fábio Santos e Maxi López, que não enfrentaram o Ramalhão.

Grêmio faz treino leve priorizando finalizações dos atacantes

Jonas tem bom aproveitamento, marcando diversas vezes


Horas antes da viagem para a capital paulista, onde enfrenta o São PauloBrasileirão, o Grêmio fez um treino leve na manhã desta quarta-feira. Autuori, que não é adepto do famoso “rachão” de vésperas de jogos, comandou uma atividade em campo reduzido.

Três times se revezavam em uma disputa envolvendo os goleiros. A atividade privilegiou o treino de finalização dos atacantes, já que a bola estava toda hora perto dos gols. Jonas teve bom aproveitamento, marcando diversas vezes.

O Grêmio embarca para São Paulo na tarde desta quarta. O time está praticamente confirmado com Victor, Mário, Léo, Réver e Fábio Santos; Túlio, Adilson, Tcheco e Souza; Herrera e Maxi López.

Túlio descarta jogo no contra-ataque contra o São Paulo

Volante alega que Grêmio não tem essa característica


Túlio durante treino do Grêmio

O adversário é respeitado, mas o Grêmio não pensa em jogar no contra-ataque contra o São Paulo no Morumbi, quinta-feira, às 21h, pela 15ª rodada do Brasileirão. Segundo o volante Túlio, não é a característica do time.

– O nosso time não tem a característica de jogar no contra-ataque. Pode ser uma circunstância do jogo, mas não será uma proposta nossa – disse.

Túlio afirmou ainda que a postura da equipe tem que ser a mesma do primeiro tempo do jogo contra o Coritiba, quando “se postou bem em campo e buscou o gol”. O jogador garante que o Grêmio está atento ao momento do adversário:

– O São Paulo é um time que quando embala, é muito forte. Estamos atentos ao crescimento deles – observou.

Questionado sobre a pressão por uma vitória fora de casa, Túlio diz que já passou da hora do time conseguir a primeira.

– A gente convive com essa pressão todo dia. Tem que saber superar e fazer o possível para jogar fora de casa o mesmo futebol que a gente joga no Olímpico. Temos que ser mais competitivos fora. Temos que jogar bem, convencer e aí vai ficar mais perto da vitória – acredita o volante.

Autuori adianta que Douglas Costa será relacionado contra o São Paulo

Técnico conversou com o meia após episódio da carteira de habilitação


Douglas Costa durante treino do Grêmio

A direção do Grêmio prometeu cobranças ao meia Douglas Costa, flagrado dirigindo sem habilitação na última sexta-feira. No entanto, não haverá punição dentro de campo. Tanto que o técnico Paulo Autuori adiantou, nesta terça, que o jogador, recuperado de lesão, será relacionado para a partida contra o São Paulo, às 21h de quinta, no Morumbi. O treinador disse que conversou com o atleta sobre o episódio do carro.

– O profissional tem que entender que as coisas não acontecem somente dentro de campo, mas fora também. Falei com ele de forma clara. É um jogador que tem que amadurecer muito em todos os sentidos – reiterou.

Nesta segunda, o meia marcou o gol dos reservas do Grêmio no empate em 1 a 1 no jogo-treino com o Aimoré. O comandante salientou que a promoção do atleta precisa se dar de maneira gradual:

– Temos que entender que o jogador tem que ser trabalhado em todos os aspectos. Ele não é apenas um jogador, é um competidor, e para competir, tem que estar bem, não só dentro de campo – afirmou.

Questionado se fica preocupado com os comentários de que Douglas Costa teria sido visto na noite com ex-jogadores do Grêmio como Fábio Ferreira e Luís Mário, Autuori afirmou:

– Eu me preocupo com eles de uma forma geral. Mesmo com jogadores que estão na boa, sem problema, a gente tem que estar sempre orientando. Eu sempre digo que, de bons profissionais, não precisamos exemplos de fora, temos dentro do grupo – salientou.

Confronto com o São Paulo

Autuori salientou que o Grêmio tem feito bons jogos contra equipes grandes, como Inter, Corinthians e até o Cruzeiro. No entanto, segundo ele o time não pode viver só disso:

– Time grande não escolhe jogos para jogar bem, tem que jogar bem sempre – salientou.

Assim como o volante Túlio, o treinador descarta jogar no contra-ataque no Morumbi:

– Não priorizo defender mais que atacar, ou atacar mais que defender. Priorizo uma equipe equilibrada. Temos que ter agressividade na marcação e, depois que pegar a bola, mudar a forma de jogar – declarou.

Sobre o adversário, Autuori não se mostrou admirado com a reação do Tricolor Paulista no Nacional, pois conhece o clube.

– Mudou um pouco o grupo, e agora o comando, mas o São Paulo acostumou a todos a nós a pensar que eles não se abalam por qualquer dificuldade. Admiro muito o Ricardo Gomes. É um grande técnico, com bons conceitos, e é um líder desde o tempo em que jogava. Ele tem tudo para fazer um grande trabalho e o São Paulo é o lugar certo para fazê-lo – salientou.

O Grêmio treina na quarta pela manhã e viaja às 14h45m para São Paulo. O time para o jogo de quinta, às 21h, tem Victor; Mário, Léo, Réver e Fábio Santos; Túlio, Adílson, Tcheco e Souza; Maxi López e Herrera.

Thiego renova com o Grêmio até 2012

Contrato do zagueiro com o Tricolor terminava neste ano


William Thiego agora tem contrato até 2012

O zagueiro Willian Thiego renovou como o Grêmio até o final de 2012. O jogador vem sendo utilizado pelo técnico Paulo Autuori como lateral em alguns jogos do Brasileirão. A renovação está publicada no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF.

Recentemente, Thiego foi punido pelo clube pela expulsão diante do Coritiba, no Couto Pereira. Ele fez uma falta dura, chutando um adversário, e levou o cartão vermelho. Na partida contra o Santo André, no último sábado, no Olímpico, Autuori voltou a colocar o jogador em campo, nos minutos finais, no lugar de Mário Fernandes, novo titular.

Maxi López não treina, mas estará à disposição para o duelo com o São Paulo

Liberado pela diretoria, atacante argentino vai a Buenos Aires resolver questões particulares



O atacante Maxi López foi a ausência do treino do Grêmio na tarde desta segunda-feira no Olímpico. O argentino foi liberado pelo clube para ir a Buenos Aires resolver um assunto referente à documentação de seu filho, Valentino.

O clube informou, no entanto, que Maxi deve voltar a Porto Alegre nesta terça-feira para reintegrar os treinamentos e ficar à disposição do técnico Paulo Autuori para o jogo da próxima quinta, no Morumbi, contra o São Paulo.