‘Péssimo’ anfitrião, Palmeiras recebe o Grêmio, que não venceu fora de casa

Verdão defende liderança do Campeonato Brasileiro contra o Tricolor gaúcho, nesta quinta-feira, às 21h, no Palestra Itália


Muricy Ramalho, do Palmeiras, e Paulo Autuori, do Grêmio, travem duelo no banco de reservas

Líder isolado do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras tem contra o Grêmio, nesta quinta-feira, às 21h, no Palestra Itália, uma chance de ouro para se manter na ponta da competição por mais uma rodada. Ao menos nas estatísticas. Enquanto o Tricolor gaúcho ainda não venceu jogando fora do estádio Olímpico, enquanto o Verdão permanece invicto em casa. O SporTV transmite para todo o Brasil, menos para São Paulo, enquanto o Premiére, pelo sistema pay-per-view, exibe para todos os estados. O GLOBOESPORTE.COM acompanha os principais lances, com vídeos, em Tempo Real.

Jogando diante da sua torcida, o Alviverde obteve seis vitórias e apenas dois empates, o que colaborou para colocá-lo na ponta da tabela, com 34 pontos, três a mais que o Atlético-MG. De quebra, o time dirigido por Muricy Ramalho ainda derrotou o Sport por 1 a 0, na Ilha do Retiro, e confirmou o excelente momento na competição.

Já o aproveitamento do Tricolor como visitante é uma tragédia. Em sete jogos, o time gaúcho tem seis derrotas e apenas um empate, o pior rendimento entre os 20 participantes da Série A. No entanto, na última rodada, a goleada sobre o Cruzeiro por 4 a 1, no Olímpico, manteve a equipe perto do grupo de classificação para a Taça Libertadores: está em sexto lugar, com 24, três a menos do que o arquirrival Internacional, quarto colocado.

– O Grêmio tem muita experiência e sabe jogar fora de casa, mesmo não ganhando. Eles virão fechados, e como o Palmeiras está na primeira colocação, todo mundo quer vir aqui ganhar. É um adversáro muito qualificado, que tem um grande treinador. Será um jogo duríssimo – afirmou Muricy.

Para os jogadores gremistas, o objetivo é aproveitar justamente o duelo contra o líder da competição para mudar a situação, e assim poder sonhar com o título nacional. Para isso, a tática é não supervalorizar os tropeços do passado.

– Vivemos o presente. Não vamos colocar esse jejum dentro de campo. Temos de pensar para a frente. É mais uma oportunidade que temos para buscar pontos fora – disse o zagueiro Léo.

Os dias de preparação para o jogo contra o Palmeiras foram de muitos elogios ao adversário. O técnico Paulo Autuori disse que já vê o trabalho de Muricy Ramalho surtindo efeito na equipe alviverde. E os atletas do Grêmio trataram de destacar especialmente o meia Diego Souza, que passou pelo Olímpico em 2007.

– Ele está sendo um diferencial – resumiu Tcheco.

Muricy esconde time, e Autuori deve escalar Douglas Costa

Muricy Ramalho não revelou a escalação do Palmeiras, e o único desfalque é o lateral-esquerdo Pablo Armero, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Ele também não jogará na rodada seguinte, contra o Atlético-MG, no Mineirão, já que estará defendendo a seleção colombiana.

Para a vaga do gringo, o treinador tem duas opções: escalar Jefferson, o reserva imediato da posição, ou improvisar o zagueiro Marcão. Caso opte pela segunda opção, o time voltaria a atuar no 4-4-2, abandonando o 3-5-2. Assim, o atacante Ortigoza e o volante Souza disputam uma vaga.

– Vocês (jornalistas) só vão saber pouco antes do jogo – resumiu Muricy.

O Grêmio terá, muito provavelmente, uma mudança na equipe. O meia Douglas Costa foi praticamente confirmado por Autuori como mais novo titular do Tricolor. Com isso, Jonas deixará o time, que passará a atuar com três meias de articulação e apenas um atacante fixo, em uma espécie de 4-5-1. Caberá aos jogadores de criação, especialmente Souza e Douglas, chegar ao ataque para auxiliar Maxi López.

– Se o Douglas realmente começar jogando, ele deve ficar mais pela esquerda, que é o lado dele. Eu e o Souza já tínhamos antes a liberdade de ficar trocando de posição. Não vai ter problema – comentou Tcheco.