Em duelos dos desfalcados, Grêmio recebe o Flamengo no Olímpico

Desfigurados, times vão para o jogo, que encerra o turno, com muita cautela


Em duelos dos desfalcados, Grêmio recebe o Flamengo no Olímpico

Em duelos dos desfalcados, Grêmio recebe o Flamengo no Olímpico


Colados na tabela, Grêmio e Flamengo se enfrentam neste domingo, às 16h, no Olímpico, com a amarga missão de conferir qual dos dois times sofrerá menos com o amontoado de desfalques que seus treinadores estão tendo de conviver. E, claro, quem se sair melhor nessa parada encerra o turno embalado e bem pertinho do G4.

Com sete vitórias e dois empates em seus domínios, o Tricolor Gaúcho põe em risco a condição de time de melhor desempenho como mandante ao receber o Rubro-Negro. Três de seus principais jogadores – os meias Tcheco e Souza e o centroavante Maxi López – desfalcarão a equipe. Os dois primeiros cumprem suspensão pelo terceiro cartão amarelo. O argentino tem uma lesão muscular na perna direita.

O Tricolor ainda não tinha sofrido tanta perda de qualidade. E o problema é que não há reposições. A saída do técnico Paulo Autuori é armar uma verdadeira retranca. A idéia parece ser dificultar o toque de bola do Flamengo e isolar Adriano.

O zagueiro Réver, grande destaque da defesa, vai para o meio-campo, juntando-se aos volantes Túlio e Adilson. O meia Douglas Costa, que andou jogando como atacante, será recuado para onde rende mais. Para o lugar de Maxi López, o substituto natural seria Alex Mineiro – se este não tivesse sido cedido ao Atlético-PR um mês atrás.

Herrera, que já formou dupla com Jonas, tem uma lesão no joelho direito. E Ricardo, 21 anos, ex-Londrina, é atacante de área, mas ainda está em fase de adaptação. A saída foi recorrer a Perea, que operou o joelho esquerdo em janeiro e até agora participou de apenas três partidas – nenhuma desde o início.

– Esse período foi muito difícil para mim. No início do ano, com a lesão, eu senti que perderia momentos importantes, especialmente na Libertadores. Agora, estou muito feliz pela possibilidade de atuar novamente – disse o atacante.

Ficou tudo muito diferente do original. Nos treinos da semana, o quarteto de meio-campo protegeu bem a linha de zagueiros, mas não conseguiu articular jogadas. E os dois atacantes, por atuarem pelos lados, pouco arremataram.

Apesar do clima leve, o Flamengo vive dias de incerteza. Em sétimo lugar, a equipe pode terminar em quinto se tiver uma combinação de resultados somados à vitória, é claro. Mas são poucos os que acreditam de fato no feito. Tanto que, consciente e cauteloso, Andrade deve tirar até Pet do time para escalar um meio mais marcador.

– O Grêmio tem um ponto forte nas bolas aéreas e nos contra-ataques. Além disso, encarar a torcida deles também não é fácil. Vou analisar a situação do Pet ver o que é melhor para o momento – despistou o Tromba, apelido do treinador.

O chileno Fierro é quem vai entrar na vaga do sérvio, caso a mudança de última hora ocorra. Certo mesmo é que o jovem Lenon vai ser o substituto de Kleberson e está com muita moral. A média de idade do time é mais baixa na temporada, cerca de 23 anos. Os únicos vovôs da turma são Angelim, 33, e Emerson, 31.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO X FLAMENGO

Estádio: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 16/8/2009 – 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Carlos Berckenbrock (Fifa-SC) e Marcelo Carvalho Van Gasse 9SP)

GRÊMIO: Victor; Mário Fernandes, Leo, Rafael Marques e Jadilson; Réver, Adilson, Túlio e Douglas Costa; Perea e Jonas – Técnico: Paulo Autuori.

FLAMENGO: Bruno, David, Aírton, Ronaldo Angelim; Everton Silva, Willians, Lenon, Petkovic (Fierro) e Everton; Emerson e Adriano – Técnico: Andrade