Em jogo de seis gols, Grêmio bate Sampa

André Lima, ex-Tricolor, marca duas vezes e crava segunda derrota seguida do time do Morumbi: 4 a 2

LANCEPRESS!

No jogo dos Tricolores, melhor para o Gaúcho que, em jogos de seis gols, fez 4 a 2 no São Paulo, no Olímpico, com destaque para André Lima, que marcou por duas vezes. Jonas fez seu 14º gol no Brasileirão e se isolou ainda mais na artilharia do torneio.

O São Paulo, assim como já havia acontecido na partida diante do Goiás, quando fora derrotado por 3 a 0, dentro do Morumbi, começou a partida completamente perdido dentro de campo. Os jogadores do meio de campo não criavam e a defesa batia cabeça, após ter, mais uma vez, seu esquema modificado.

O Grêmio explorou, essencialmente, a falta de costume de Rodrigo Souto, que nunca havia atuado pela ala-direita e abriu muitos espaços para o avanço de Lúcio, além de Jonas, que também caía pelo setor do volante de origem.

Por lá, o Tricolor gaúcho conseguia pressionar e, aos 29 minutos, o São Paulo não pôde mais segurar a pressão. Após cruzamento de Lúcio, Jonas tocou para o meio e a zaga são-paulina apenas assistiu a André Lima, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o gol.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O panorama da partida seguiu o mesmo após o gol e o mesmo André Lima ampliaria, depois de falta cobrada em que a zaga novamente parou e viu o atacante deslocar Rogério Ceni, que nada pôde fazer.

O Tricolor paulista conseguiu diminuir no única chegada que conseguiu durante todos os 45 minutos: Marlos arrancou pelo meio da zaga gremista e foi derrubado por Paulão, que reclamou de forma acintosa e levou cartão amarelo. Na cobrança, Rogério Ceni foi preciso, descontou, e marcou seu 91º gol na carreira.

Na segunda etapa, Marlos novamente foi decisivo. Aos seis minutos conseguiu bom corte para o meio e chutou colocado, sem muita força, para empatar o jogo para o São Paulo que, até o momento, só havia criado aquelas duas oportunidades para marcar.

O gol, entretanto, teve o efeito que a torcida são-paulina não gostaria no time, que parecia contente com o empate e recuou, novamente chamando o Grêmio para o seu campo, o que poderia ser, e foi, fatal.

O preço pago pelo Sampa por conta desse recúo foi alto. Primeiramente, Cleber Santana colocou a mão na bola dentro da área e o juiz mineiro Ricardo Marques Ribeiro marcou pênalti outra vez. Rogério provou de seu próprio veneno, com Jonas batendo muito bem a penalidade, sem chance de defesa: 3 a 2.

Mais tarde, Ceni falhou em chute de Lúcio, e Diego, que havia entrado há três minutos, deu números finais à partida e decretou a segunda derrota seguida do São Paulo. Retrato do desequilíbrio são-paulino em campo, Alex Silva fora expulso por conta da reclamação excessiva, que já havia gerado seu cartão amarelo.

O Grêmio, melhor equipe do returno no Campeonato Brasileiro, sobe para 36 pontos e ultrapassa o próprio São Paulo na classificação, em nono lugar. O Tricolor, com 34, cai para décimo lugar e terá o Avaí pela frente, no próximo sábado, na Ressacada. Os gaúchos enfrentam o Vitória, no Barradão.


FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 4 X 2 SÃO PAULO

Estádio: Olímpico, Porto Alegre (RS)
Data/hora: 29/9/2010 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)
Auxiliares: Helbert Costa Andrade (MG) e Jair Albano Felix (MG)
Renda/público: Não disponíveis.
Cartões amarelos: Paulão, André Lima, Rafael Marques eDouglas (GRE); Xandão, Casemiro e Cléber Santana (SAO)
Cartões vermelhos: Alex Silva, 33’/2ºT (SAO)
GOLS: André Lima, 29’/1ºT (1-0); André Lima, 39’/1ºT (2-0); Rogério Ceni, 42’/1ºT (2-1); Marlos, 6’/2ºT (2-2); Jonas, 23’/2ºT (3-2); Diego, 28’/2ºT (4-2);

Grêmio: Victor, Edilson, Rafael Marques, Paulão e Lucio; Gilson, Adilson (William Magrão, 21’/2ºT), Vilson e Douglas (Maylson, 37’/2ºT); Jonas e André Lima (Diego, 25’/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.

São Paulo: Rogério Ceni, Xandão (Bruno Uvini, 36’/2ºT), Alex Silva e Miranda; Rodrigo Souto, Richarlyson, Casemiro, Marlos e Carleto (Cléber Santana, Intervalo); Lucas e Ricardo Oliveira. Técnico: Sérgio Baresi.