Tricolor toma quatro e provoca Gre-Nal

Com reservas, Grêmio é batido em Caxias do Sul e enfrenta clássico

Celso Roth xingou Douglas Costa e acabou perdendo o jogo

Celso Roth xingou Douglas Costa e acabou perdendo o jogo (Crédito: Ricardo Rimoli)

LANCEPRESS!

O ar rarefeito da Serra gaúcha fez mal não apenas aos argentinos Herrera e Maxi López, mas a todo o time do Grêmio. Na tarde desta quinta-feira, no Centenário, em Caxias do Sul, o Caxias aplicou uma humilhante goleada de 4 a 0 no Tricolor – que atuou com os reservas, é verdade, mas a História não faz essas diferenças.

Foram quatro punhaladas no coração dos torcedores do Grêmio, duas em cada tempo. Com os resultados paralelos, a goleada teve a seguinte conseqüência: vai haver Gre-Nal no próximo domingo, no Beira-Rio. E terça-feira haverá jogo da Libertadores, contra o Aurora.

Desentrosado e com algumas atuações individuais decepcionantes, o time de Celso Roth foi uma mediocridade só.

O Caxias começou fechado e atuando no contra-ataque. Aos poucos, dominou o meio-campo. Marcou seu primeiro gol, aos 29, aproveitando trapalhada da zaga – Marcos Dener recolheu a sobra e chutou forte, de cima. E aproveitou o desequilíbrio geral do Tricolor para marcar o segundo dois minutos depois: Mika até se abaixou para cabecear, colhendo uma bola de escanteio.

O técnico Celso Roth mandou um Grêmio todo modificado para o segundo tempo. Mudou o esquema, do 3-5-2 para o 4-4-2, ao trocar o zagueiro Héverton pelo atacante Róberson; e, ao tirar Douglas Costa (alegadamente por lesão no joelho esquerdo), passou Makelelê para o meio-campo e fez entrar Tiaguinho na lateral-direita. O pecado de Roth: preferiu deixar em campo o zagueiro Fábio Ferreira, que não atuava há quatro meses.

Ficou uma confusão maior ainda, pois fragilizou uma defesa que já estava cheia de furos. Aos 3 minutos, o volante Júlio César errou em bola dentro da área, Júlio Madureira pegou a sobra e marcou o terceiro gol.

Aos 8, o velocíssimo Marcos Dener escapou do meio do campo, chegou na cara de Victor e mandou no canto esquerdo.

Depois, foi só administrar. O Caxias se fechou, suportou a leve pressão do Tricolor e esteve sempre mais perto de fazer o quinto gol do que tomar o primeiro.
FICHA TÉCNICA

CAXIAS 4 x 0 GRÊMIO

Estádio: Centenário (Caxias do Sul, RS)
Data-hora: 02/04/2009 – 15,45h (horário de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco
Auxiliares: Paulo Conceição e Cristiano Henning
Renda e público:
Cartão amarelo: Mika (C), Thiego, Júlio César, Maxi López (G)
Gols: Marcos Dener 29, Mika 31 do primeiro tempo; Julio Madureira 3, Marcos Dener 8

CAXIAS: Muriel; Daniel, Santin, Vágner Lima e Brida; Bruno, Mika, Roberto e Guilherme (Crivellaro 26/2T); Júlio Madureira (Anderson 44/2T) e Marcos Dener (Marcus Vinicius 41/2T). Técnico: Argel.

GRÊMIO: Victor; Fábio Ferreira, Thiego e Héverton (Róberson, intervalo); Makelelê, Júlio César, Maylson (Diogo 15/2T), Douglas Costa (Tiago, intervalo) e Jadílson; Herrera e Maxi López. Técnico: Celso Roth.