Ruy diz que time do Grêmio é mais equilibrado do que o de 2007

Lateral lembra da importância de terminar com a melhor campanha na fase de grupos: jogar a segunda partida do mata-mata em casa

Ampliar Foto Divulgação/Site Oficial do Grêmio Divulgação/Site Oficial do Grêmio

Ruy: ‘É preciso ter cuidado’

Depois de 21 dias parado por causa de uma lesão, o lateral-direito Ruy está recuperado e volta ao time do Grêmio no jogo contra o Boyacá Chicó, nesta terça-feira, pela Libertadores. Em entrevista à Rádio Gaúcha, o jogador declarou que é preciso ter cuidado na próxima fase da competição:

— Não adianta nada largar bem e na fase eliminatória não apresentar um bom futebol. Depois da fase de grupos, é outra Libertadores — disse.

Ruy mencionou algumas equipes que costumam crescer em confrontos eliminatórios, como o São Paulo e o Boca Juniors. Além do próprio Grêmio:

— São equipes que têm muita torcida, que crescem muito. É preciso ter cuidado com todas, mas essas pesam mais — afirmou.

O jogador também falou sobre a importância de decidir os confrontos em casa, e que o time está ciente da importância de consolidar a melhor campanha na fase de grupos. Ele lembrou do time do Grêmio vice-campeão em 2007, que usou o apoio da torcida para superar os adversários, e comparou com o grupo atual:

— Esse ano a equipe está um pouco mais equilibrada (do que a de 2007). Os jogadores experientes estão fazendo a diferença — declarou.