Anfitrião instável contra mau visitante: Bota e Grêmio duelam no Engenhão

Alvinegro buscar reencontrar a paz dentro de casa e Tricolor faz nova tentativa por primeira vitória fora do Olímpico


Lucio Flavio (Botafogo) x Tcheco (Grêmio)

De um lado, uma equipe carioca que encontra muitas dificuldades quando joga em casa. Do outro, um grupo gaúcho que ainda busca o primeiro triunfo dentro do estádio adversário. Apenas por esses dados é possível prever equilíbrio no confronto entre Botafogo e Grêmio, que acontece neste domingo, no Engenhão, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Premiere transmite o jogo ao vivo, e o GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, a partir das 18h30m (de Brasília).

Relembre como foi o duelo do turno

Desde que começou a atuar no Engenhão, no dia 30 de junho de 2007, o Botafogo colecionou bons resultados, com 67,7% de aproveitamento em 60 partidas disputadas (37 vitórias, 11 empates e 12 derrotas). No entanto, vem enfrentando dificuldades dentro de casa neste Brasileiro, foram nove jogos, com três vitórias, três empates e três derrotas, o que tem sido determinante para que o Alvinegro ocupe a 17ª posição na tabela, com 22 pontos.

O Grêmio vive situação oposta. Invicto em Porto Alegre, ainda não conseguiu vencer nas dez vezes em que atuou fora do Estádio Olímpico (oito derrotas e dois empates). Esta marca é encarada como um fator importante para a equipe ainda esteja na nona posição e a três pontos do G-4, grande objetivo do grupo comandado por Paulo Autuori.

Confira a classificação do Brasileirão

Bota quer mudar panorama

Ao mesmo tempo em que se esforça para mudar o panorama apresentado no Engenhão, o Botafogo sabe que encontrará dificuldades diante de uma equipe que tem como uma das principais características a bola aérea. Foi assim que o Alvinegro sofreu o gol do empate em 1 a 1 com o Cruzeiro, seu último tropeço no Engenhão, na última quinta-feira.

– Enfrentaremos uma equipe de muita qualidade e que briga para chegar aos quatro primeiros lugares da tabela. Mas esperamos que o Grêmio continue a encontrar dificuldades para vencer fora de casa – brincou o meia Lucio Flavio.

Estevam Soares ainda deixa no ar de que forma pretende armar a equipe. O treinador poderá a contar novamente com o zagueiro Wellington e poderá reintegrar Eduardo ao grupo, depois de uma punição por indisciplina. Léo Silva também volta a ser opção, após cumprir suspensão. O desfalque fica por conta de Fahel, expulso diante do Cruzeiro. É possível que o Botafogo volte a jogar no esquema 3-5-2, com Emerson, Juninho e Wellington. Mas o técnico vem se mostrando satisfeito com o 4-4-2.

A velha luta pela primeira vitória

A soma de três pontos contra o Botafogo não é a única motivação dos jogadores do Grêmio para o jogo deste domingo. Em caso de vitória, eles estarão livres das perguntas sobre a busca pelo primeiro triunfo como visitante no Campeonato Brasileiro. Os atletas não aguentam mais ouvir isso, não querem mais pensar no assunto e, acima de tudo, cansaram de tentar dar uma resposta lógica para números que maltratam: dez jogos, oito derrotas e apenas dois empates fora do Olímpico.

O elenco azul sente que chegou a hora. Com uma semana inteira para trabalhar e diante de um adversário cambaleante no Brasileiro, o Grêmio está otimista. Os jogadores, especialmente os que já jogaram no Botafogo, como Rafael Marques e Túlio, falam em aproveitar a impaciência da torcida alvinegra com seu time. Mas todos preveem dificuldades, incluindo o técnico Paulo Autuori, campeão brasileiro com o clube carioca em 1995.

– O adversário tem qualidade e conta com um técnico novo, que está tentando alternar a maneira de jogar do time. O respeito é grande, e a melhor forma de respeitar é jogando bem e procurando a vitória – disse Autuori.

O Grêmio já terá o lateral-esquerdo Lúcio à disposição para a partida, mas na reserva. Bruno Collaço segue no flanco esquerdo. O ataque continua com Jonas e Perea, já que Maxi López continua afastado após sofrer lesão muscular. Herrera fica no banco.