Carlos Alberto publica em blog esclarecimento sobre ausência

Jogador do Grêmio foi liberado dos treinos por uma semana, alegando problemas particulares


Na tarde desta quarta-feira o meia Carlos Alberto publicou em seu blog uma nota de esclarecimento sobre a liberação de uma semana concedida pela diretoria do Grêmio. Após a vitória de domingo sobre o Veranópolis por 2 a 1, o jogador recebeu autorização para resolver problemas particulares no Rio de Janeiro, com retorno previsto a Porto Alegre na próxima segunda-feira.

Carlos Alberto descartou no texto que esteja saindo do clube, e afastou qualquer especulação sobre sua ausência que não se refira ao problema particular, não revelado.

– Estou com alguns problemas familiares que preciso resolver de qualquer maneira e, para isso, precisava vir ao Rio de Janeiro. Não cabe aqui revelar que problemas são esses, porque são questões particulares. Passei essa necessidade aos dirigentes e à comissão técnica. Eles entenderam, me liberaram até domingo e segunda-feira treinarei normalmente. Preciso resolver essas situações, até para que elas não acabem atrapalhando meu trabalho no Grêmio – escreveu, para completar:

– Sei que nesse momento vão surgir muitas especulações de que estou negociando minha saída ou que há algum outro tipo de problema com um companheiro, mas não há absolutamente nada em relação a isso. Fiz questão de me manifestar nesse momento para deixar claro que estou ausente porque preciso desse tempo para estar 100% focado no Grêmio.

‘Guerreiro Imortal’, André Lima faz treino físico e anima a torcida

Centroavante do Grêmio correu no Estádio Olímpico, sob gritos de incentivo


Desde o dia 09 de março o Grêmio não conta com o centroavante André Lima. Durante a decisão da Taça Piratini – o primeiro turno do Campeonato Gaúcho – contra o Caxias, no Estádio Olímpico, o jogador lesionou o joelho direito.

O Grêmio conquistou o troféu, nos pênaltis, mas três dias depois o camisa 99 – apelidado de ‘Guerreiro Imortal – passou por uma cirurgia no joelho direito, com previsão de 40 a 60 dias para a recuperação.

Na tarde desta terça-feira, André Lima subiu ao campo principal do Estádio Olímpico, realizando exercícios físicos leves – uma corrida e atividades de fisioterapia para encaminhar o retorno aos trabalhos normais. E recebeu o carinho dos tricolores que assistiam ao rachão dos profissionais.

– Vamos lá, Guerreiro! – gritou um torcedor, estimulando muitas outras manifestações de apoio ao centroavante. Na passagem em frente às sociais, ele acenou em sorriu em retribuição.

Renato Gaúcho não pretende poupar titulares no estadual

Técnico só deixará de fora atletas sob risco de lesão devido a problemas físicos


Não haverá preservação de titulares do Grêmio em partidas do Campeonato Gaúcho, mesmo que a Taça Libertadores seja a prioridade. O técnico Renato Gaúcho deixará de fora apenas jogadores com problemas físicos ou sob risco de lesão iminente, conforme os exames de desgaste realizados pela preparação física.

No próximo domingo, portanto, o Grêmio terá a força máxima possível na partida contra o Veranópolis, às 16h, no Estádio Olímpico. Não entrarão em campo os jogadores em recuperação, como o volante Adilson, e os atacantes Júnior Viçosa e Escudero.

– O Carlos Alberto apesar de não ter treinado está relacionado. O Escudero e o Adilson não, eles estão fora porque o teste precisa ser em um jogo-treino. Eles ainda serão preservados. (…) O Rodolfo está concentrado e vai jogar. Esse negócio de poupar acabou. Só estou preservando o jogador que tem algum problema, para evitar de estourar o jogador e perdê-lo mais na frente – explicou.

A filosofia se mantém mesmo que na próxima quinta-feira o Grêmio receba o Junior Barranquilla, líder do Grupo 2 da Libertadores, às 19h15m:

– Minha cabeça é montar o time que enfrenta o Veranópolis. A partir de segunda-feira eu penso no jogo da Libertadores. Vou montar o time que eu achar melhor para enfrentar o Veranópolis, independentemente de quem está inscrito na Libertadores.

Mas o treinador evita antecipar à imprensa a escalação do Grêmio que receberá o Veranópolis neste final de semana. O time será divulgado apenas faltando 45 minutos para o início do confronto pelo estadual.

– Tenho até domingo para pensar, o importante é que eu tenho boas opções para cada posição. O problema é quando você não tem as opções – concluiu.

De vida nova, Leandro ambiciona fazer história com títulos no Grêmio

Meia-atacante de 17 anos não pensa em deixar o clube gaúcho tão cedo

comum assistir a jogadores jovens forçando a saída de clubes brasileiros rumo à Europa. Assim que o sucesso se anuncia, os garotos já se imaginam com as camisas de Milan, Barcelona, Inter de Milão ou Real Madrid. Mas Leandro, 17 anos, pensa diferente.

Após cinco jogos no grupo profissional do Grêmio – apenas um como titular – marcou quatro gols e deu uma assistência. De contrato recém renovado, com multa rescisória estipulada em quase 30 milhões de euros para clubes do exterior, ele pensa em permanecer mais tempo no Estádio Olímpico.

Quer fazer história, e conquistar títulos:

– É uma vida nova para mim, está mudando muita coisa, graças a Deus está dando tudo muito certo. Eu não penso ainda em sair do Grêmio ou em jogar fora. Eu penso em fazer história aqui no Grêmio, conquistar títulos – afirmou.

Na noite de quarta-feira, apesar da derrota por 3 a 2 para o Juventude, Leandro se destacou. Marcou um belo gol e foi o melhor em campo em sua primeira partida como titular do ataque tricolor. Ele celebra, após o desempenho elogiado, o apoio oferecido pelo técnico Renato Gaúcho:

– Foi uma partida importante, entrar como titular em um clube com a grandeza do Grêmio, e poder corresponder ao que o professor pediu. O Renato tem uma confiança em mim, então eu tenho que continuar trabalhando sempre mais, para poder ajudar a equipe do Grêmio. (…) O Renato conversa comigo bastante, procura passar bastante confiança. Mas eu ainda tenho o que mostrar, sou jovem, estou começando, tenho muita coisa a aprender.

Recebendo atenção especial da preparação física tricolor, o garoto trabalha para ser inscrito na segunda fase da Libertadores, caso o Grêmio se classifique no Grupo 2 da competição.

– Vou lutar para estar na lista se o Renato me der oportunidade – concluiu.

Mesmo com um a menos, Juventude vira e supera o Grêmio na serra

Tricolor vencia por 2 a 1, mas permite a virada aos anfitriões por 3 a 2

Com um gol contra de rara plasticidade, no fim da partida, o Juventude venceu o Grêmio, que desperdiçou a vitória iminente no clássico disputado nesta noite de quarta-feira. Após liderar o placar por duas vezes, os tricolores permitiram aos donos da casa virar para 3 a 2, no Estádio Alfredo Jaconi, em jogo recuperado da primeira rodada da Taça Farroupilha – o segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Borges e Leandro marcaram os gols do Grêmio. Júlio Madureira, Gilson – contra – e Ramiro viraram para o Juventude em Caxias do Sul.

Com a derrota, o Grêmio continua com 9 pontos no Grupo 2, enquanto o Juventude sobe para 8. Na classificação geral, os gremistas têm 26, e seguem com a melhor campanha do estadual.

Com ajuda das traves

Mal começara a partida e o Juventude quase abriu o placar. Aos onze segundos Cristiano roubou a bola na saída gremista e bateu de fora da área, acertando a trave direita. Ele mesmo, aos 20 minutos, novamente foi impedido de marcar pela trave – desta vez a esquerda.

Sem ter participação na má sorte do meia alviverde, o Grêmio arrefeceu o ímpeto dos anfitriões com boas variações de jogadas. Ou pela direita, com Gabriel e Leandro, ou pela esquerda, com Gilson e Lúcio. Douglas organizou as transições e caprichou nos cruzamentos para a área em bolas paradas.

Mas foi Lúcio quem melhor se saiu no quesito assistência. Aos 32, ele chegou à linha de fundo e lançou uma bola de trajetória curta, na pequena área. Ali, o centroavante Borges marcou de cabeça seu quinto gol no Gauchão 2011, e sétimo na temporada: 1 a 0.

Com a temperatura amena do outono na serra gaúcha, os jogadores sentiram-se à vontade para se movimentar com maior intensidade. E esta correria provocou um número mais alto de faltas – foram 26 no primeiro tempo. Em uma delas, Fernando lesionou Gustavo, que precisou ser substituído por Jardel.

Leandro, sucesso absoluto

No segundo tempo, o Juventude foi ‘mais lento’, porém mais preciso, que no primeiro tempo. Com um minuto e quarenta segundos Zulu acertou a trave esquerda, em conclusão de cabeça, mas Júlio Madureira apanhou o rebote, batendo de esquerda, para empatar: 1 a 1. Foi o décimo gol do atacante alviverde no Gauchão, assumindo a vice-artilharia.

Oito minutos depois, entretanto, entrou em ação um garoto de apenas 17 anos. Leandro, após quatro participações como reserva, pela primeira vez iniciou uma partida pelo Grêmio. Na área do Juventude, com extrema categoria, amansou uma bola brava, egressa de chutão do campo defensivo, deixou-a no chão, driblou o goleiro e marcou um golaço.

Leandro já soma quatro gols e uma assistência nas cinco partidas disputadas – reitera-se, apenas uma como titular. Na comemoração, o camisa 21 foi abraçar o técnico Renato Gaúcho, responsável pela sua convocação das categorias de base ao grupo profissional.

Fogo amigo, e virada

Logo após, o zagueiro Rafael Pereira foi expulso. Mesmo com a valentia dos alviverdes, que lutaram pelo empate com um jogador a menos, o Grêmio parecia que asseguraria a vitória.

Mas, aos 33, um lance quase indescritível aconteceu. O lateral-esquerdo Alex Teles recebeu de Cristiano, levou a bola à linha de fundo, e cruzou bem. Atabalhoado, o também lateral Gilson antecipou-se ao atacante do Juventude, e fulminou Victor. De cabeça, disparou um golaço no ângulo.

Dez minutos depois chegou a virada. Ramiro, de fora da área, também venceu o goleiro da Seleção Brasileira. Festa da torcida papada no Alfredo Jaconi. Juventude 3 a 2 Grêmio, com um jogador a menos, e de virada.

Próximos jogos

Às 16h de domingo, no Estádio Olímpico, o Grêmio recebe o Veranópolis, pela 6ª rodada da Taça Farroupilha. No mesmo dia, às 18h30m, o Juventude recebe o Porto Alegre.

JUVENTUDE 3 X 2 GRÊMIO
Jonatas; Celsinho (Bressan), Rafael Pereira, Fred e Alex Teles; Umberto, Gustavo (Jardel), Jander (Ramiro) e Cristiano; Júlio Madureira e Zulu. Victor; Gabriel, Rafael Marques, Neuton e Gilson (Vinicius Pacheco); Fernando, Willian Magrão (Mateus Magro), Lúcio (Bruno Collaço) e Douglas; Leandro e Borges.
Técnico: Picoli. Técnico: Renato Gaúcho.
Data: 30 de março de 2011. Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Árbitro: Jean Pierre Gonçalves de Lima, auxiliado por Marcelo Barison e José Inácio de Souza.
Gols: Borges (Grêmio), aos 32m do primeiro tempo. Júlio Madureira (Juventude), a 1m; Leandro (Grêmio), aos 9m; Gilson (contra, para o Juventude), aos 33m; Ramiro (Juventude), aos 43m, no segundo tempo.
Cartões amarelos: Fred, Cristiano, Rafael Pereira, Bressan (Juventude); Douglas, Willian Magrão, Fernando, Lúcio (Grêmio). Cartão vermelho: Rafael Pereira (Juventude).

Outono gaúcho faz Carlos Alberto usar touca, e Renato pedir agasalho

Temperatura amena, com céu encoberto e vento frio acompanharam os gremistas

Nesta segunda-feira o outono gaúcho reafirmou-se em Porto Alegre, após dois dias de chuva e queda nas temperaturas. Mais uma vez a capital do Rio Grande do Sul teve garoa fina, vento constante e céu encoberto por cinzentas nuvens.

Todo este contexto climático provocou uma sensação térmica inferior aos 21ºC registrados durante a tarde. No gramado suplementar do Estádio Olímpico, por exemplo, o frio foi maior do que indicavam os termômetros.

Carlos Alberto voltou aos treinos, após uma semana fora, devido a uma lesão muscular, cobrindo as tranças azuis com uma touca. Foi o único a recorrer a este acessório, mas não o único a sentir frio. Renato Gaúcho ingressou no campo de mangas curtas, mas após alguns minutos, pediu ajuda a um funcionário.

– Traz um agasalho destes para mim, por favor. Está frio – disse o treinador, apontando para os abrigos vestidos pelo auxiliar Alexandre Mendes e por boa parte dos jogadores.


Estilo ofensivo de Renato Gaúcho agrada ao meia Douglas no Grêmio

Camisa 10 prefere atuar com mais opções no ataque para armar as jogadas


Douglas é o articulador central do 4-4-2 com meio-campo em losango do Grêmio. Do seu pé esquerdo partem as jogadas de ataque de uma equipe naturalmente ofensiva, de acordo com as predileções do técnico Renato Gaúcho.

Apesar da venda de Jonas para o Valencia, e da lesão de André Lima, o treinador ainda conta com alternativas para formar a dupla de frente.

Borges, Júnior Viçosa, Escudero, Leandro, Diego Clementino, Carlos Alberto e Vinicius Pacheco são os principais concorrentes.

Para Douglas, a fartura de opções e a filosofia de Renato são boas para seu estilo de jogo.

– Não tinha trabalhado ainda com um treinador tão ofensivo quanto o Renato. Mas ele também sabe que em algumas horas não poderá ser tão ofensivo assim. Quando puder jogar, não tenha dúvida que eu prefiro dessa forma – afirmou.

Sobre Escudero, argentino que tem recebido as mais recentes oportunidades, Douglas acredita que a fórmula é boa. Se não der certo, tenta-se outra alternativa.

– O Escudero tem uma movimentação boa, ele sabe jogar lá na frente, são características diferentes do Borges e do André Lima. Não tem o que falar, são jogadores diferentes com qualidades diferente. Ele está se soltando mais, só faltou o golzinho dele – disse, para completar:

– Em um dia dá certo, no outro não. O Viçosa não é tanto de jogar postado lá na frente e deu certo também. Quando não dá certo a gente procura inventar, encontrar outras opções.