Renato Gaúcho confirma desfalques de Douglas e Gilson na Bolívia

Meia e lateral-esquerdo ficam em Porto Alegre recuperando-se de problemas


Gripado, o meia Douglas está fora da rodada de encerramento do Grupo 2 da Taça Libertadores. Às 22h45m (horário de Brasília) de quinta-feira o Grêmio enfrenta o Oriente Petrolero, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Com 10 pontos, o Grêmio garantiu classificação antecipada às oitavas de final da competição, e está na segunda colocação.

Para chegar ao primeiro lugar precisa vencer os bolivianos e torcer para que o líder Junior Barranquilla, com 12, no máximo empate com o León de Huánuco na Colômbia.

Ao final do treino desta terça-feira o técnico Renato Gaúcho confirmou que Douglas desfalcará o Grêmio, em função da gripe que o impediu de trabalhar normalmente durante a semana.

– O Douglas vai ficar, ele está muito resfriado, está com febre, precisa de repouso por 48 horas, foi isso que o especialista e o departamento médico passaram. Ele vai ficar para estar melhor na volta.

Mas o treinador evitou projetar o substituto. Segundo Renato, a definição da equipe acontecerá na tarde de quarta-feira, já na Bolívia:

– Aí é outro departamento, outra história. Vamos aguardar essas 48 horas, a partir de amanhã lá vamos definir a equipe. Tem alguns jogadores com dores musculares, vamos conversar com o médico.

Outro desfalque confirmado é o lateral-esquerdo Gilson, que sofreu uma pancada no empate em 1 a 1 com o Santa Cruz, domingo, pelo Campeonato Gaúcho.

– O Gilson também não está viajando, ele sofreu uma pancada em Santa Cruz e ainda está bastante inchado. Ele não está conseguindo nem caminhar direito.

Carlos Alberto é outro que não viaja para a Bolívia.

– Não, o Carlos Alberto está fora da viagem, ele foi para o Rio de Janeiro e não está bem na parte física ainda. No momento que você coloca um jogador que não está 100% ele pode estourar com uma lesão muscular. Ele vai ficar aqui se preparando.

Carlos Alberto se irrita com ‘mentiras’ e promete empenho de corpo e alma

Jogador critica comportamento de jornalistas e pede respeito a ele e à família


Durante uma semana Carlos Alberto ausentou-se dos treinos do Grêmio, liberado pela comissão técnica e pela diretoria do clube para resolver problemas particulares no Rio de Janeiro.

Segundo o técnico Renato Gaúcho, estes empecilhos estavam prejudicando a concentração do meia em Porto Alegre.

O próprio jogador confirmou que se mostrava ansioso em campo – cometendo faltas, errando lances ou discutindo com árbitro e adversários – devido ao problema, não citado para preservar sua privacidade. Agora, Carlos Alberto promete se dedicar ao Grêmio não apenas de corpo, mas também de alma.

– Eu estava bem nervoso e ansioso por causa desses problemas, e isso estava indo para o campo, com mais vontade ainda de ganhar. Antes eu estava aqui só de corpo, agora estou de corpo e alma. Meu espírito estava enfraquecido, agora tudo isso está bem. Logo que resolvi essas coisas, dei sequência ao meu trabalho lá. Cheguei bem aqui hoje, estou preparado para ajudar o Grêmio – afirmou, para completar:

– Explicação eu não tenho que dar, nenhuma. Já fui bem claro na nota, o Renato e os dirigentes também, já fui bem claro sobre isso. Aqui no Grêmio só tenho a agradecer ao Renato, que me deixou bem tranquilo para resolver os problemas, depois o Vicente e o presidente, sem contar os jogadores, que estavam todos ao meu lado – disse, referindo-se à nota oficial que divulgou reiterando que se afastava para resolver problemas particulares.

Todo mundo que falou besteira
de mim vai ter que provar, e
alguns na Justiça. Quem falou
que eu vim aqui e briguei com algum companheiro no
vestiário está mentindo”
Carlos Alberto

Mas o meia exasperou-se com notícias veiculadas durante seu período de ausência. Em vez de problemas particulares, cogitou-se que ele teria sido liberado devido a uma briga no vestiário do clube. Carlos Alberto afirmou que as notícias são “mentiras cabeludas” e também prometeu cobrar na Justiça a comprovação por parte dos jornalistas responsáveis.

– Todo mundo que falou besteira de mim vai ter que provar, e alguns na Justiça. Quem falou que eu vim aqui e briguei com algum companheiro no vestiário está mentindo. Eu estava no exame antidoping, nem poderia ter voltado ao vestiário. É uma mentira cabeluda. Essas pessoas serão chamadas a provar isso ao juiz. Tudo o que acontece eu fico sabendo, tenho uma equipe que trabalha para mim. Essas pessoas precisam saber que eu também sou um ser humano. Mas até agradeço por terem falado isso de mim, porque isso me deu ainda mais motivação – disse.

Carlos Alberto pediu respeito ao “ser humano” e à família dele:

– Por trás do Carlos Alberto jogador tem o Carlos Alberto que tem família, que tem um filho que precisa ser criado com o melhor caráter. Todos têm problemas. Um dia vou contar minha história de vida, e quem fez chacota comigo vai se arrepender. Eu não desejo nada de mal para essas pessoas, que Deus tenha misericórdia delas, porque não se pode brincar com essas coisas.

Após mais de vinte minutos de forte crítica ao trabalho dos jornalistas responsáveis pelas matérias sobre motivos alheios aos problemas particulares para sua liberação, Carlos Alberto discutiu com um em especial. O bate-boca durou alguns segundos, apenas, e teve o fim abreviado pela retirada do jogador, que deixou a sala de conferências do Estádio Olímpico enquanto o repórter encaminhava nova pergunta.

Grêmio derruba invencibilidade do líder e garante vaga nas oitavas

No Olímpico, Lúcio e Borges marcam no 2 a 0 sobre o Junior Barranquilla


Até esta noite de quinta-feira apenas um entre os 32 integrantes da fase de grupos da Taça Libertadores ostentava uma campanha irrepreensível. Era o Junior Barranquilla, soberano nas quatro primeiras rodadas, com o aproveitamento de 100% construído sempre com vitórias pelo placar de 2 a 1. Graças ao Grêmio, entretanto, os colombianos não podem mais se orgulhar da invencibilidade irretocável. No Estádio Olímpico, pela quinta rodada do Grupo 2, o Grêmio venceu por 2 a 0 o Junior Barranquilla, que segue líder da chave com 12 pontos. Mas o Tricolor, agora com 10 pontos, assegura a classificação antecipada às oitavas de final. León de Huánuco e Oriente Petrolero estão eliminados. Lúcio e Borges fizeram os gols.

Paciência
Para bloquear o Grêmio, o Junior Barranquilla posicionou-se no 4-1-4-1, com duas linhas de quatro jogadores e um volante entre elas. Pela esquerda, o camisa 10 Giovanni Hernández era o responsável pela organização dos contra-ataques, aproximando-se do centroavante Carlos Bacca.

Frente ao duplo paredão, formado por jogadores com predileção pelo contato físico – como Juan Valencia e Barahona – o Grêmio precisou de paciência para trocar passes e encontrar espaços. Douglas, interessado e participativo, concentrou a articulação tricolor com muita movimentação.

Mas uma epidemia de passes errados tirou a velocidade do ímpeto gremista. Bacca, artilheiro colombiano, quase marcou – passou por Rafael Marques e Victor, mas foi parado por Rodolfo. Mas a equiparação das forças não apressou nem impacientou os tricolores.

Aos 33, a insistência deu bons frutos. Borges saiu da área, recebeu pela direita, e cruzou. A bola desviou no caminho, encontrando Lúcio completamente livre pela esquerda. E o meia bateu de primeira, por baixo do goleiro Viera: 1 a 0.

Antes do intervalo Bacca ainda teve outra chance semelhante àquela impedida por Rodolfo. Novamente o centroavante colombiano driblou Victor, mas desta vez foi Bruno Collaço quem atirou-se para salvar.

Classificação
No segundo tempo o Junior Barranquilla apresentou pequenas mudanças táticas. O primeiro volante passou a ser Amaya, que substituiu ainda na etapa inicial o lesionado Macías. E Giovanni Hernández adiantou-se, ganhando maior liberdade para se movimentar de lado a outro, cada vez mais próximo de Bacca.

Com a vitória parcial, o Grêmio não acelerou seus movimentos. Valorizou a posse de bola. Paciente, mais uma vez, trocou passes tentando desorganizar o sistema defensivo colombiano. Sempre sob a regência de Douglas.

O ‘Maestro’ teve participação fundamental no segundo gol tricolor. Cobrou escanteio do lado direito, aos 15, e Borges com um leve toque na bola saiu para comemorar. Logo depois, o centroavante tricolor foi derrubado por Romero em contra-ataque rápido, e o lateral do Junior recebeu cartão vermelho.

Mais tranquilo, com a classificação praticamente assegurada, Renato Gaúcho recorreu ao banco de reservas. Fábio Rochemback, desgastado, deu lugar a Vinicius Pacheco. E Escudero deu lugar a Diego Clementino.

Porém, mesmo com um a menos, o Junior não se acovardou. Victor, goleiro de Seleção Brasileira, brilhou em defesas de chutes desferidos por Barahona e Giovanni Hernández – em belíssima conclusão de bicicleta – garantindo o 2 a 0. Até o árbitro Héctor Baldassi cumprimentou o camisa 1. Nas arquibancadas, só festa.

Próximos jogos
Na quinta-feira, dia 14 de abril, o Grêmio visita o Oriente Petrolero na Bolívia, fechando a fase de grupos da Libertadores. Antes, pelo Campeonato Gaúcho, os tricolores jogam fora de casa contra o Santa Cruz, às 16h de domingo, na última rodada da Taça Farroupilha.

GRÊMIO 2 X 0 JUNIOR BARRANQUILLA
Victor; Gabriel, Rafael Marques, Rodolfo e Bruno Collaço; Fábio Rochemback (Vinicius Pacheco), Adilson, Lúcio (Fernando) e Douglas; Escudero (Diego Clementino) e Borges. Viera; Romero, Macías (Amaya), De Almeida e Fawcett; Otálvaro, Garcia, Juan Valencia, Barahona e Giovanni Hernández (Victor Cortés); Carlos Bacca (Caneda).
Técnico: Renato Gaúcho. Técnico: Héctor Quintabani.
Data: 07 de abril de 2011. Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre. Árbitro: Héctor Baldassi, auxiliado por Ricardo Casas e Diego Bonfa (trio argentino).
Gols: Lúcio (Grêmio), aos 33m do primeiro tempo. Borges (Grêmio), aos 15m do segundo tempo.
Cartões amarelos: Fábio Rochemback, Borges, Adilson e Rodolfo (Grêmio); Otálvaro, Romero, Macías e Barahonda (Junior Barranquilla). Cartão vermelho: Romero (Junior Barranquilla).
Público: 31.836 torcedores. Renda: R$ 705.906,50.

Carlos Alberto publica em blog esclarecimento sobre ausência

Jogador do Grêmio foi liberado dos treinos por uma semana, alegando problemas particulares


Na tarde desta quarta-feira o meia Carlos Alberto publicou em seu blog uma nota de esclarecimento sobre a liberação de uma semana concedida pela diretoria do Grêmio. Após a vitória de domingo sobre o Veranópolis por 2 a 1, o jogador recebeu autorização para resolver problemas particulares no Rio de Janeiro, com retorno previsto a Porto Alegre na próxima segunda-feira.

Carlos Alberto descartou no texto que esteja saindo do clube, e afastou qualquer especulação sobre sua ausência que não se refira ao problema particular, não revelado.

– Estou com alguns problemas familiares que preciso resolver de qualquer maneira e, para isso, precisava vir ao Rio de Janeiro. Não cabe aqui revelar que problemas são esses, porque são questões particulares. Passei essa necessidade aos dirigentes e à comissão técnica. Eles entenderam, me liberaram até domingo e segunda-feira treinarei normalmente. Preciso resolver essas situações, até para que elas não acabem atrapalhando meu trabalho no Grêmio – escreveu, para completar:

– Sei que nesse momento vão surgir muitas especulações de que estou negociando minha saída ou que há algum outro tipo de problema com um companheiro, mas não há absolutamente nada em relação a isso. Fiz questão de me manifestar nesse momento para deixar claro que estou ausente porque preciso desse tempo para estar 100% focado no Grêmio.

‘Guerreiro Imortal’, André Lima faz treino físico e anima a torcida

Centroavante do Grêmio correu no Estádio Olímpico, sob gritos de incentivo


Desde o dia 09 de março o Grêmio não conta com o centroavante André Lima. Durante a decisão da Taça Piratini – o primeiro turno do Campeonato Gaúcho – contra o Caxias, no Estádio Olímpico, o jogador lesionou o joelho direito.

O Grêmio conquistou o troféu, nos pênaltis, mas três dias depois o camisa 99 – apelidado de ‘Guerreiro Imortal – passou por uma cirurgia no joelho direito, com previsão de 40 a 60 dias para a recuperação.

Na tarde desta terça-feira, André Lima subiu ao campo principal do Estádio Olímpico, realizando exercícios físicos leves – uma corrida e atividades de fisioterapia para encaminhar o retorno aos trabalhos normais. E recebeu o carinho dos tricolores que assistiam ao rachão dos profissionais.

– Vamos lá, Guerreiro! – gritou um torcedor, estimulando muitas outras manifestações de apoio ao centroavante. Na passagem em frente às sociais, ele acenou em sorriu em retribuição.

Renato Gaúcho não pretende poupar titulares no estadual

Técnico só deixará de fora atletas sob risco de lesão devido a problemas físicos


Não haverá preservação de titulares do Grêmio em partidas do Campeonato Gaúcho, mesmo que a Taça Libertadores seja a prioridade. O técnico Renato Gaúcho deixará de fora apenas jogadores com problemas físicos ou sob risco de lesão iminente, conforme os exames de desgaste realizados pela preparação física.

No próximo domingo, portanto, o Grêmio terá a força máxima possível na partida contra o Veranópolis, às 16h, no Estádio Olímpico. Não entrarão em campo os jogadores em recuperação, como o volante Adilson, e os atacantes Júnior Viçosa e Escudero.

– O Carlos Alberto apesar de não ter treinado está relacionado. O Escudero e o Adilson não, eles estão fora porque o teste precisa ser em um jogo-treino. Eles ainda serão preservados. (…) O Rodolfo está concentrado e vai jogar. Esse negócio de poupar acabou. Só estou preservando o jogador que tem algum problema, para evitar de estourar o jogador e perdê-lo mais na frente – explicou.

A filosofia se mantém mesmo que na próxima quinta-feira o Grêmio receba o Junior Barranquilla, líder do Grupo 2 da Libertadores, às 19h15m:

– Minha cabeça é montar o time que enfrenta o Veranópolis. A partir de segunda-feira eu penso no jogo da Libertadores. Vou montar o time que eu achar melhor para enfrentar o Veranópolis, independentemente de quem está inscrito na Libertadores.

Mas o treinador evita antecipar à imprensa a escalação do Grêmio que receberá o Veranópolis neste final de semana. O time será divulgado apenas faltando 45 minutos para o início do confronto pelo estadual.

– Tenho até domingo para pensar, o importante é que eu tenho boas opções para cada posição. O problema é quando você não tem as opções – concluiu.

De vida nova, Leandro ambiciona fazer história com títulos no Grêmio

Meia-atacante de 17 anos não pensa em deixar o clube gaúcho tão cedo

comum assistir a jogadores jovens forçando a saída de clubes brasileiros rumo à Europa. Assim que o sucesso se anuncia, os garotos já se imaginam com as camisas de Milan, Barcelona, Inter de Milão ou Real Madrid. Mas Leandro, 17 anos, pensa diferente.

Após cinco jogos no grupo profissional do Grêmio – apenas um como titular – marcou quatro gols e deu uma assistência. De contrato recém renovado, com multa rescisória estipulada em quase 30 milhões de euros para clubes do exterior, ele pensa em permanecer mais tempo no Estádio Olímpico.

Quer fazer história, e conquistar títulos:

– É uma vida nova para mim, está mudando muita coisa, graças a Deus está dando tudo muito certo. Eu não penso ainda em sair do Grêmio ou em jogar fora. Eu penso em fazer história aqui no Grêmio, conquistar títulos – afirmou.

Na noite de quarta-feira, apesar da derrota por 3 a 2 para o Juventude, Leandro se destacou. Marcou um belo gol e foi o melhor em campo em sua primeira partida como titular do ataque tricolor. Ele celebra, após o desempenho elogiado, o apoio oferecido pelo técnico Renato Gaúcho:

– Foi uma partida importante, entrar como titular em um clube com a grandeza do Grêmio, e poder corresponder ao que o professor pediu. O Renato tem uma confiança em mim, então eu tenho que continuar trabalhando sempre mais, para poder ajudar a equipe do Grêmio. (…) O Renato conversa comigo bastante, procura passar bastante confiança. Mas eu ainda tenho o que mostrar, sou jovem, estou começando, tenho muita coisa a aprender.

Recebendo atenção especial da preparação física tricolor, o garoto trabalha para ser inscrito na segunda fase da Libertadores, caso o Grêmio se classifique no Grupo 2 da competição.

– Vou lutar para estar na lista se o Renato me der oportunidade – concluiu.