Enfim, uma novela feliz no Olímpico: Grêmio apresenta o zagueiro Rodolfo

Jogador chega após frustrações com Ronaldinho Gaúcho e Jonas no clube


O início de 2011 foi difícil para o Grêmio. Durante meses a diretoria negociou com Ronaldinho Gaúcho, e após anunciar o acerto iminente, viu o jogador acertar-se com o Flamengo. Depois, veio a renovação de contrato com Jonas, que surpreendeu ao anunciar sua saída rumo ao Valencia. Mas nesta sexta-feira a terceira novela tricolor da temporada teve um final feliz: o zagueiro Rodolfo foi aprovado nos exames médicos, assinou contrato, e vestiu no Estádio Olímpico a camisa tricolor.

Com 28 anos, o ex-jogador do Fluminense passou sete temporadas consecutivas na Europa. Ele chega ao Grêmio por empréstimo de um ano, ainda vinculado ao Lokomotiv Moscou, onde era titular e capitão.

Bem-humorado, o próprio zagueiro admite que a novela foi desgastante, mas teve um bom desfecho:

– É um prazer voltar ao Brasil. Tenho que agradecer a Deus e à diretoria do Grêmio, que abraçou a causa. Acabou a novelinha, agora estou na área, e dentro, é o que vou escrever no Twitter. Desde o ano passado houve o contato, não foi possível completar a contratação. Foi desgastante porque é pré-temporada, começo de ano, eu estava na Turquia com o grupo. Estávamos sem técnico, a família longe, as coisas vão cansando. Mas foi uma provação legal. Estamos todos agora felizes. Rodolfo voltou por dois motivos principais. Primeiro, a vontade de voltar a morar no Brasil com a família; e segundo, o desejo de atuar em um clube com o qual se identificou durante as negociações, e onde estão os amigos Renato Gaúcho e Gabriel.

– Foi uma questão familiar, minha filha está com quatro anos, está entendendo as coisas, esse processo de viajar é muito difícil. Lá eu estava muito bem, mas abracei também essa causa pelo projeto do Grêmio. A intuição de ganhar essa Libertadores pelo Grêmio é o que me trouxe para cá – afirmou.


Antônio Vicente Martins, vice de futebol do clube, esteve na entrevista coletiva e admitiu que esta negociação pode servir de recuperação do otimismo entre torcedores abatidos pelos tristes desfechos das novelas protagonizadas por Ronaldinho Gaúcho e Jonas.

– Essa novela acabou. Depois de haver um retrocesso a gente retomou a negociação sem dar publicidade, conseguimos a liberação e contratamos ele por empréstimo. Hoje mesmo ele já vai treinar. Nós trabalhamos durante bastante tempo para concretizar essa negociação. O Rodolfo sabe o quanto é difícil negociar com um clube russo. Os negócios são muito complexos, envolvem o clube, os investidores que às vezes têm participação nos direitos – disse, para complementar:

– A finalização dessa negociação serve para confortar e para mostrar ao torcedor que a diretoria se mobiliza sim, trabalha, e quando tudo dá certo acaba tendo esse final feliz. Às vezes não dá, fica uma ponta desamarrada. Os clubes que têm limitações financeiras passam por dificuldades para fazer essas contratações. O acerto ocorre pela vontade do Rodolfo, pela vontade do clube, e pela confiança do Renato, que sabe que o Rodolfo será útil e referencial para o Grêmio em 2011.