Borges sente dor muscular e também pode desfalcar o Grêmio

Centroavante retorna após quatro meses parado, mas deixa treino mais cedo


Há quatro meses Borges passou por uma cirurgia na tíbia da perna direita, em razão de uma fratura por estresse.

Desde então, realizou apenas tratamento médico, fisioterapia e treinos físicos. Durante a pré-temporada, iniciada na semana passada, o centroavante gremista voltou às atividades normais com o grupo profissional tricolor.

Como André Lima, titular no final de 2010, aguarda documentos do Hertha Berlim e não tem condições de jogo, Borges voltaria a jogar às 17h do próximo sábado, quando o Grêmio estreia no Gauchão, contra o Lajeadense. Mas no treino da tarde desta quinta o jogador retornou ao Departamento Médico.

Borges sentiu dores na coxa direita. Falou com o técnico Renato Gaúcho, deixou o campo suplementar do Estádio Olímpico, atravessou um grupo de fãs ignorando apelas por fotos e autógrafos, e ingressou no vestiário. Minutos depois, o médico Felipe do Canto explicou a situação.

Borges sentiu um desconforto na coxa direita, e será reavaliado na manhã de sexta, para saber se houve lesão.

– No último lance da participação dele no treino, ele sentiu um desconforto na parte anterior da coxa. Tomamos a medida inicial, com gelo, e depois vamos avaliar. Tem pouco tempo, precisamos aguardar as próximas horas, ver como ele vai se apresentar amanhã (sexta) – explicou Felipe do Canto.

O médico gremista afirma que não é possível garantir a escalação de Borges contra o Lajeadense. Por enquanto, ele não sabe também se haverá necessidade de realizar algum exame:

– Não dá para garantir nada porque ele está em observação. Vamos ver a necessidade de fazer o exame, ainda não está definido.