Odone reitera confiança em anunciar Ronaldinho em 24 horas

Presidente do Grêmio procura manter cautela, mas diz ‘não ter dúvidas’ que jogador vai voltar para o Olímpico

O presidente do Grêmio, Paulo Odone, reforçou a confiança da diretoria do Tricolor gaúcho que o clube vai vencer a batalha por Ronaldinho Gaúcho. Em concorrida entrevista coletiva concedida na sala de conferências do Olímpico, no final da tarde desta quarta-feira, Odone reiterou as palavras do vice-presidente de futebol Antônio Vicente Martins. E mesmo adotando uma postura cautelosa, deixou escapar que “não tem dúvidas” que o jogador voltará para o clube que o revelou.Com o contrato redigido pelos advogados do Grêmio e de Assis, Paulo Odone fará ainda nesta quarta-feira a revisão da minuta final, para aprová-la. Daí em diante, aguarda a rescisão de contrato do jogador com o Milan, também prevista para esta noite. Só então, o dirigente espera anunciar, na tarde de quinta, a contratação de Ronaldinho Gaúcho pelo Grêmio.

– Há um contrato, as cláusulas estão acertadas, e os advogados estão trabalhando. Isso deve ficar pronto entre hoje (quarta) e amanhã (quinta), para que eu possa dizer ‘assim em assino’, e o Assis faça o mesmo. Ao mesmo tempo hoje o Assis e o Ronaldinho vão assinar a rescisão com o Milan, em reunião com o (Adriano) Galliani. Não posso dizer que bati o martelo, porque não assinei o contrato. Acho que sim, que vai ser batido, mas só depois de ser assinado, com o Ronaldinho apresentado pessoalmente a mim com a liberação do Milan na mão – disse Odone.

O presidente gremista confirmou os prazos estipulados pelo seu vice de futebol: anunciar na quinta-feira, dependendo da liberação obtida junto ao Milan, e apresentação oficial na sexta – sem festa, segundo ele, para que o jogador comece logo o período de treinos:

– Dependendo do esforço que nós já fizemos e estamos fazendo o Ronaldinho fica no Grêmio. As outras questões de chances precisam ser perguntadas à outra parte. O que nos é dito pelo Assis é que está tudo resolvido, liquidado. Para mim ainda é preciso ter o contrato pronto. Isso deve ser feito hoje para a revisão final. Acho que vai ser possível assinar o contrato, e aí ele será do Grêmio. Isso pode acontecer em 24 ou 48 horas.

O presidente justificou ainda o seu silêncio durante um curto período de férias no Uruguai. Ele garante que todos os dias participou, mesmo de Punda del Este, das negociações.

– Passei esses dias todos que estava de férias interrompendo as minhas férias a cada minuto para tratar desse assunto, todos os dias. E o ritmo não é só o nosso, porque tem a outra parte. O negócio é complexo, tem a questão de mercado, até hoje se diz do Flamengo, do Palmeiras. Recebi muitas ligações de RJ e SP para falar do assunto, e resolvi que não falaria mais para não ficar alimentando vocês e o torcedor gremista de informação. Vim aqui falar hoje com vocês pela enorme curiosidade, com razão. A mídia do mundo todo fala dos retornos do Beckham e do Ronaldinho para suas casas.

Feliz com a iminência do acerto por ele esclarecida, Odone disse que Ronaldinho escolheu o Grêmio, entre tantos concorrentes.

– Ronaldinho quer voltar para o Brasil, quer jogar a Copa do Mundo de 2014, e acha que o melhor lugar para isso é o Grêmio. Quer vestir de novo a camisa. E a resistência de alguns torcedores muda quando falamos que ele quer mesmo jogar aqui.

O presidente disse ainda que o Grêmio precisará pagar um ressarcimento ao Milan, embora não tenha divulgado os valores. Ao final, Odone foi efusivamente abraçado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Raul Régis de Freitas Lima. Deixou o local da entrevista sorrindo, parecendo aliviado.