FOTO: Goleiro Victor lança coleção de óculos personalizados

Jogador do Grêmio e da Seleção Brasileira ataca de modelo em publicidade

Goleiro Victor do Grêmio - Lançamento de óculos escurosGoleiro do Grêmio e da Seleção Brasileira, Victor troca as luvas pelos óculos. O jogador lançou nesta semana uma coleção de óculos personalizados, com sua assinatura, dentro de uma linha de produtos licenciados com a marca do clube. Ele é o próprio modelo das peças publicitárias que serão espalhadas pela capital gaúcha.  (Foto: Divulgação / Site Oficial do Grêmio)

Libertadores torna o clube mais atraente, diz dirigente do Grêmio

Antônio Vicente Martins fala sobre a classificação à competição continental

O Grêmio sente-se hoje como aquela pessoa bonita, de auto-estima elevada, que arruma uma roupa bonita, ajeita o cabelo, e chega a uma festa causando impacto. Depois da campanha de recuperação no Brasileirão 2010, saindo da zona de rebaixamento para a 4ª colocação, o tricolor gaúcho ratificou a classificação à Taça Libertadores com o título do Independiente sobre o Goiás na Copa Sul-Americana.Na manhã desta quinta-feira, em entrevista à Rádio Gaúcha, o vice-presidente de futebol Antônio Vicente Martins admitiu que esta nova perspectiva torna o clube mais atraente, principalmente na hora de negociar renovações e contratar reforços.

– Estar na Libertadores torna o Grêmio mais atraente para os jogadores – disse o dirigente.

Após dois dias no Rio de Janeiro, onde reuniu-se com o diretor-executivo da Traffic, Fernando Gonçalves, Vicente Martins segue negando, entretanto, as especulações de grandes reforços encaminhados.

Já foram noticiados supostos interessentes em jogadores como Anderson, Diego Souza, Marcelo Mattos, Ibson, Rafael Carioca e até mesmo o zagueiro Juan, da Roma – mesmo que a Traffic reitere o interesse em firmar parceria voltada ao investimento em jovens valores do futebol brasileiro.

– Não há nenhuma contratação encaminhada. Em nenhum momento falamos sobre o Diego Souza, temos no grupo jogadores com essa característica – explicou, rejeitando a mais recente especulação.

Borges promete brigar por posição no ataque do Grêmio em 2011

Centroavante se recupera de cirurgia, e não atua desde o final de setembro

Centroavante de área, autor de 20 gols nos 37 jogos disputados em 2010, Borges não atua desde setembro. No dia 22 daquele mês passou por cirurgia para corrigir fratura por estresse na tíbia da perna direita. Agora de férias, segue finalizando o processo de recuperação, para iniciar a temporada 2011 em condições de novamente defender o Grêmio.O jogador garante estar totalmente recuperado da lesão que o tirou do time. André Lima assumiu a titularidade e formou entrosada dupla de ataque com Jonas. No Brasileirão, André Lima marcou 11 gols em 21 jogos.

– Fiz exames e estou totalmente recuperado e 100% cicatrizado. Fazia três anos que não tinha nenhum tipo de lesão e este ano aconteceu esse problema – disse, segundo sua assessoria de imprensa.

Envolvido em notícias que especulam sua saída, com suposto interesse de clubes como Corinthians e Fluminense, Borges garante que fica para brigar pela posição, e para ‘fazer ainda mais’ pelo Grêmio.

– Já estou bem e vou brigar por posição. Sei das minhas qualidades e estou feliz por estar bem. Espero que em 2011 eu possa fazer muito mais pelo Grêmio.

Assediado, Lúcio prefere sair de férias com renovação definida

Clube classificado para a Libertadores procura lateral-esquerdo do Grêmio

As férias dos jogadores gremistas já se iniciaram. Mas o lateral-esquerdo Lúcio permanece em Porto Alegre até o próximo dia 12, quando embarca com a família para Recife. Enquanto isso, aguarda pela definição do Grêmio. Ao final do ano o jogador torna-se dono dos próprios direitos econômicos, e precisa renovar contrato para permanecer no clube gaúcho.Mas a diretoria tricolor ainda não abriu negociações. Apenas um contato, por e-mail, foi realizado. Irmão e empresário de Lúcio, Clécio Souza já recebeu três telefonemas de clubes interessados em retirar o lateral do Estádio Olímpico: dois brasileiros, sendo um integrante da Taça Libertadores 2011, e outro do Exterior.

A indefinição do Grêmio não deixa de preocupar Clécio:

– O Cícero (Cícero Souza, supervisor de futebol do clube) fez um contato com a gente, por e-mail. Estamos esperando marcarem uma reunião. Temos passagem marcada para Recife, dia 12, e seria bom resolver isso antes. O jogador não consegue descansar passando as férias sem saber como será o futuro dele.

Com as sondagens recebidas e a demora na renovação, Clécio faz o diagnóstico sobre as negociações com o Grêmio:

– Nesse momento está meio complicado. Talvez fique para resolver no próximo ano, na apresentação. No final do contrato, passa e ser dele o passe.

Os clubes interessados, o empresário-irmão garante, são do mesmo nível do Grêmio.

– De concreto, não tem nada. Mas recebemos duas especulações dentro do Brasil, e uma fora. As especulações que estão vindo, são todas de times de nível de Grêmio. Tem time que vai disputar Libertadores. Seria interessante definir isso logo para o Lúcio poder curtir as férias.

Jonas ultrapassa Renato Gaúcho e provoca o chefe na comemoração

Após marcar um gol sobre o Botafogo, Jonas brinca ao abraçar o treinador

Jonas disparou a metralhadora de gols no Brasileirão, e quando todos pararam para avaliar os estragos provocados pela sua pontaria, o atacante aproximava-se de Renato Gaúcho na lista dos maiores artilheiros da história do Grêmio.Na penúltima rodada, de pênalti no 3 a 0 sobre o Guarani, o atacante igualou-se ao hoje técnico tricolor. E neste domingo, repetindo o placar contra o Botafogo, Jonas fez outro, ultrapassando Renato: são 75 gols do ‘Mestre Jonas’, e 74 do maior ídolo do clube.

Durante a comemoração, Jonas tirou a camisa e correu para a torcida. Na volta para o campo, passou por Renato e o abraçou. Após a partida, entretanto, revelou que teve tempo de ‘provocar’ o chefe:

– Na maioria dos jogos ele zoa muito. Hoje (domingo) foi a minha vez. Quando fiz o gol fui nele e falei ‘te passei’. Ele riu, me deu um tapa na cabeça. Eu fico muito feliz. Quero ficar mais no Grêmio e ser feliz mais vezes.

O contrato de Jonas se encerra em dezembro de 2011. Mas ele pretende ampliar o período de duração. Este também é o desejo da diretoria do clube, oferecendo valorização ao atleta para evitar o assédio de clubes europeus. As negociações devem começar ainda nesta semana.

– Tenho contrato em vigor, termina só ano que vem. Já houve um contato da diretoria com meus irmãos. Durante minhas férias ou no início de janeiro vamos conversar. Eu quero ficar. Não quero ficar marcado só com gols, mas com títulos também. Por isso quero ficar mais no Grêmio. Ano que vem quero estar aqui em janeiro, de contrato prorrogado.

Jonas marcou 75 gols pelo Grêmio em 145 jogos. Ele chegou ao Olímpico em 2007, ficou um ano, foi emprestado à Portuguesa, e retornou em 2009.

Grêmio passa pelo Botafogo por 3 a 0 e garante G4

Tricolor concretiza reação e espera pela Libertadores

Neste domingo, o Grêmio justificou mais uma vez o apelido de Imortal. Após figurar na parte inferior da classificação durante todo primeiro turno, o Tricolor reagiu na tabela de forma impressionante e garantiu o G4 do Brasileiro ao vencer o Botafogo por 3 a 0, comgols de André Lima, Jonas e Douglas, no Estádio Olímpico lotado. O placar levou o clube gaúcho aos 63 pontos e manteve vivo o sonho da vaga na próxima Libertadores.

Agora o Grêmio vai esperar até a próxima quarta-feira para saber o futuro. Se o Goiás faturar a CopaSul-Americana, sobre o Independiente, na Argentina, leva a classificação à Libertadores para a Região Centro-Oeste e o Grêmio fica com uma na Sul-Americana de 2011. Título do Independiente garante o clube gaúcho na principal competição do continente. No primeiro jogo da final, 2 a 0 favorável ao clube brasileiro. Pelo lado do Glorioso, que estacionou nos 59 pontos e acabou na sexta posição, restou a Copa Sul-Americana de 2011 e a Copa do Brasil.

PRESSÃO TOTAL

Com três volantes no time e Lucio Flavio no banco, o Botafogo viveu um início de sustos no Rio Grande do Sul. Aos dois minutos, Lúcio desceu pela esquerda e cruzou na cabeça de Jonas, que obrigou Jefferson a operar milagre. Dentro da pequena área, o artilheiro do campeonato mirou o chão e o camisa 1 alvinegroesperou o momento certo para afastar o perigo.

No minuto seguinte, Douglas bateu escanteio pela direita e Rafael Marques carimbou a trave, após bom cabeceio. Lances que sacudiram os 45 mil gremistas no estádio. Nervoso, o Alvinegro ainda sofreu com desmaio sofrido por Loco Abreu. O atacante uruguaio se chocou com Rafael Marques em disputa pelo alto e levou a pior, posteriormente apagado por dois minutos. Para sorte do Bota, o 13 se levantou e continuou no duelo.

Porém, a situação da Estrela Solitária ainda iria piorar. Aos 13, Joel Santana foi expulso pelo árbitro Sandro Meira Ricci depois de reclamar muito. Joel não se conformou e demorou cinco minutos para sair de campo. Depois de o técnico ir para o vestiário, o buraco ficou ainda maior.

Aos 20 minutos, André Lima e Jonas tabelaram na intermediária e o segundo chutou fortemente. Jefferson deu rebote e André Lima entrou na área para estufar a rede. Grêmio cada vez mais perto de garantir a quarta posição, enquanto Bota tenso e envolvido em brigas com o rival.

De concreto, a primeira chance alvinegra só aconteceu aos 33. Fahel cruzou da direta e Loco Abreu pegou firmemente, de fora da área, para defesa de Victor. No rebote, Caio mandou por cima do gol. Foi só isso, pois o Grêmio é que mandou na etapa e fez mais um antes do intervalo. Mais uma vez, toques da dupla André Lima e Jonas. Da meia-lua, Jonas bateu no canto direito de Jefferson e correu para a torcida, aos 38.

POUCO MUDOU

No Alvinegro, Edno entrou no lugar de Lucas Zen para tentar dar mais ofensividade ao time. Efeito pouco sentido no início da etapa complementar, marcada por muitas faltas. Tranquilo, o Grêmio só esperou para fazer mais um. Jefferson pegou errado e deixou a bola nos pés do ataque tricolor. Sem a presença da defesa, André Lima só rolou para Douglas, que tocou para a meta vazia, aos oito.

Daí, o Bota precisaria de quatro gols para ficar com o G4. Naturalmente o ânimo alvinegro baixou, enquanto o Grêmio controlou as ações e fez a alegria da arquibancada. Na base da vontade, Alessandro chegou a tentar duas vezes pela direita, mas a defesa gaúcha não cometeu vacilos.

Aos 24, Herrera entrou no lugar de Danny Morais e voltou aos campos após um mês afastado com lesão no ombro esquerdo. O argentino contagiou os companheiros com vontade, o que fez o Bota finalmente avançar. Antônio Carlos quase descontou em bate e rebate na área, mas parou na trave. Mas era dia do Grêmio, que fez a própria parte pela Libertadores.

FICHA TÉCNICA:
GRÊMIO 3 X 0 BOTAFOGO

Estádio: Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Data/hora: 5/12/2010 – 17h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Márcio Eustáquio Sousa Santiago (Fifa-MG) e Marrubson Melo Freitas (DF)
Renda/público: R$ R$ 949.795,50 / 41.457 pagantes
Cartões amarelos: Fábio Rochemback, Douglas, Jonas, Adilson (GRE); Lucas Zen (BOT)
GOLS: André Lima, 20′/1ºT (1-0); Jonas, 38′/1ºT (2-0), Douglas, 8′/2ºT (3-0)

GRÊMIO: Victor; Gabriel, Paulão, Rafael Marques e Fábio Santos; Fábio Rochemback (Neuton, 24′/2ºT), Adilson, Lúcio (Gilson, 44′/2ºT)e Douglas; Jonas e André Lima (Diego Clementino, 29′/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.

BOTAFOGO: Jefferson, Antônio Carlos, Leandro Guerreiro e Danny Morais (Herrera, 24′/2ºT); Alessandro, Fahel, Lucas Zen (Edno, intervalo), Somália e Marcelo Cordeiro; Caio (Tulio Souza, 33′/2ºT) e Loco Abreu. Técnico: Joel Santana.

Torcida do Grêmio cria apelido para zagueiro: Paulão agora é ‘Caveirão’

Jogador torna-se ídolo pela força nas divididas e pela seriedade com a bola

O Caveirão do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) do Rio de Janeiro é um veículo à prova de balas, com mais de 13 toneladas, velocidade máxima superior a 100 quilômetros por hora, e capacidade de ultrapassar obstáculos de meio metro. Características que, para os gremistas, assemelham-se às demonstradas em campo pelo zagueiro Paulão – jogador de 1,87m e 84 quilos.Indicado por Renato Gaúcho, Paulão chegou ao Grêmio praticamente desconhecido. Era o Paulo Marcos do Prudente, jogador de 24 anos emprestado até maio de 2011. Uma incógnita.

Menos de um semestre depois, Paulão é titular incontestável. Veste a camisa 3 tricolor. E não passa um jogo no Estádio Olímpico sem ser ovacionado a cada forte dividida vitoriosa, a cada bola afastada quase além dos limites das arquibancadas, a cada trombada que leva o adversário para o chão, mas o mantém ileso. Um blindado, intransponível.

Para homenageá-lo, torcedores do Grêmio divulgam na internet o novo apelido. Com uma montagem – Paulão com o quepe do Bope. Em entrevista posterior ao treino desta sexta-feira, Paulão se mostrou surpreso com a mobilização. E gostou.

– Legal…o caveirão é aquele que ‘limpa’ né. Deu jeito no Rio, tenho que dar jeito aqui também. Ficou muito legal – disse ele, observando a montagem, para depois completar:

– Não estava sabendo disso. Esse carinho é muito bom, mas também aumenta a responsabilidade. Tem que retribuir e fazer as apresentações da melhor forma para ajudar o Grêmio.