Otimista, Jonas faz as contas: ‘A vaga na Libertadores só depende de nós’

Atacante do Grêmio lamentou o empate com o Santos, no último sábado, mas lembrou que o time terá confrontos diretos contra Botafogo e Atlético-PR

O empate com o Santos por 0 a 0, no último sábado, não foi o resultado que o Grêmio esperava. Se o time tivesse vencido na Vila Belmiro, teria ultrapassado o Botafogo na tabela de classificação e só ficaria atrás do Atlético-PR na luta por uma vaga na Taça Libertadores de 2011. Mas o atacante Jonas não desanima. Otimista, ele garante que, se o Tricolor gaúcho vencer os três jogos que lhe restam, garantirá a quarta colocação na tabela, o que provisoriamente o colocaria na competição sul-americana no ano que vem. A confirmação da vaga, no entanto, só viria uma semana depois, já que um time brasileiro estará na final da Copa Sul-Americana e, para que o quarto colocado do Brasileirão se garanta, é que preciso que Palmeiras ou Goiás perca a decisão para LDU ou Independiente.

– Não foi o resultado que gostaríamos contra o Santos, mas nunca é fácil jogar contra eles na Vila. Só dependemos das nossas forças nesta reta final, já que teremos jogos diretos contra Atlético-PR e Botafogo no estádio Olímpico. Nossa conta é simples. Se fizermos três vitórias nos jogos que nos restam, estaremos na Libertadores. Isso, claro, lembrando que teríamos de torcer contra os brasileiros que estão na Sul-Americana. Além dos jogos em casa, também enfrentaremos o Guarani. E, mesmo sabendo que será difícil jogar em Campinas, podemos sair com a vitória – lembrou o camisa 7, em entrevista concedida ao GLOBOESPORTE.COM antes de participar do programa “Bem, Amigos”, da Sportv.

Para Jonas, uma vaga na Taça Libertadores da América vai coroar o trabalho feito por todos na segunda parte do Campeonato Brasileiro.

– Lutamos muito para reagir no Campeonato Brasileiro. Somos a melhor equipe do Campeonato Brasileiro no segundo turno e uma vaga na Libertadores fecharia nossa campanha com chave de ouro.

O atacante, no entanto, não estará em campo na batalha de domingo, contra o Atlético-PR. Isso porque ele foi expulso contra o Santos após dar uma cotovelada no volante Adriano, do Peixe. O seu julgamento ainda não foi marcado pelo STJD da CBF.

– Achei minha expulsão injusta. Já joguei com o Adriano no Santos, ele é um excelente marcador e eu não sou um cara desleal. Eu só fiz a proteção na jogada e o juiz achou que eu fui desleal. Achei muito estranho porque estávamos com 18 minutos de partida e isso prejudicou não só a mim como todo o time. Mas agora é bola para frente. Tenho certeza de que o time tem condições de vencer – concluiu o atacante gremista.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: