Mesmo desfalcado, Grêmio goleia o Vitória em Salvador

Rubro-Negro joga melhor, mas Tricolor aproveita vacilo e, mesmo desfalcado, arranca três pontos

LANCEPRESS!

Mesmo repleto de desfalques, o Grêmio goleou o Vitória por 3 a 0 na tarde deste sábado, no Barradão. Jogando melhor na maior parte dos 90 minutos, a equipe rubro-negra foi castigada com um erro do zagueiro Wallace e dois gols no fim do duelo. O Tricolor gaúcho volta para casa mais do que satisfeito com os três pontos.

A primeira grande chance de gol aconteceu logo no primeiro minuto, quando o gremista Neuton, sozinho na área, cabeceou para fora após cobrança de escanteio. Apesar de ter a iniciativa durante todo o primeiro tempo, o Vitória deu pouco trabalho ao goleiro Victor.

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

De volta ao time baiano, Ramon chamava a responsabilidade para si, criava e arriscava bons chutes de longa distância. Mas, ao contrário do veterano, seu companheiro Wallace não estava em tarde inspirada e falhou no momento errado. O zagueiro tentou dar um chutão para frente e acertou Jonas. Maylson pegou a sobra, invadiu a área e chutou para balançar a rede.

O empate poderia ter acontecido na sequência, caso Victor não saísse nos pés do volante Ricardo Conceição, que jogou improvisado na lateral direita. Ramon também teve chance de marcar ao invadir a área, mas precisou parar, já que o árbitro marcou falta inexistente em Neuton.

Na volta do intervalo, a postura do Vitória não mudou. O time da casa seguiu tomando a iniciativa e quase marcou com Bida, que soltou um foguete de falta, obrigando Victor a espalmar para a linha de fundo. Um pouco depois, Ricardo Conceição parou na defesa gremista, que se enfiou na frente da bola no momento do chute.

A primeira vez em que o Grêmio teve chance de ampliar a vantagem, Jonas foi travado dentro da área pela defesa do Vitória. Ele estava frente a frente com o goleiro Lee e, artilheiro como é do Brasileirão, dificilmente perderia o gol se estivesse sem marcação.

Mas, se Jonas, não fez, seus companheiros fizeram. Aos 45 minutos, Diego aproveitou rebote do goleiro Lee após chute de Jonas para marcar seu segundo gol com a camisa tricolor no segundo jogo pelo clube gaúcho. Nos acréscimos, Edilson fechou a conta com uma bomba da entrada da área.

Repleto de desfalques e jogando fora de casa, o Grêmio comemora e muito os três pontos que levará na bagagem de volta para Porto Alegre. Já o Vitória lamenta o resultado pelo volume de jogo que apresentou. E, agora, pensa no São Paulo…

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA 0 X 3 GRÊMIO

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data/Hora: 2/10/2010 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz A. Muniz de Oliveira (RJ) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE)
Cartões amarelos: Lúcio, Ozéia, Victor (GRE); Elkeson, Ricardo Conceição (VIT)
Cartões vermelhos: nenhum

GOLS: Maylson 20’/1T (0-1); Diego 45’/2T (0-2); Edilson 47’/2T (0-3)

VITÓRIA: Lee, Ricardo Conceição, Wallace, Thiago Martinelli e Egídio; Vanderson (Kléber Pereira, 32’/2T), Bida, Elkeson e Ramon (Thiago Humberto, 14’/2T); Júnior (Schwenck, 14’/2T) e Henrique. Técnico: Ricardo Silva.

GRÊMIO: Victor, Ozéia, Neuton, Saimon (Edilson, 30’/2T); Gabriel, Fernando (William Magrão, 14’/2T), Maylson (Diego, 20’/2T), Roberson, Lúcio e Fábio Santos; Jonas. Técnico: Renato Gaúcho.

Renato Gaúcho e goleada motivam Grêmio contra o Vitória

Em boa fase, Tricolor gaúcho segue na busca por vaga no G3. Rubro-Negro terá o retorno de Ramon

LANCEPRESS!

O técnico Renato Gaúcho chegou a Porto Alegre no dia 12 de agosto. De lá para cá, foram sete vitórias, três empates e três derrotas no comando do Grêmio, que ocupava a penúltima posição na tabela e, hoje, já se encontra na nona, sonhando com a Libertadores.

Além da boa campanha do treinador, o último triunfo do Tricolor gaúcho, a goleada para o São Paulo, quarta-feira passada, é mais uma motivação para o duelo contra o Vitória, neste sábado, às 16h, no Barradão.

Treinando no CT do Bahia, Renato Gaúcho não deu nenhum indicativo de qual equipe será usada na capital baiana. Assim, fica a dúvida com relação aos substitutos dos cinco jogadores suspensos pelo terceiro cartão amarelo: Vilson, Rafael Marques, Paulão, Douglas e André Lima. Além deles, Fábio Rochemback, lesionado, não poderá atuar.

Com a dupla de zagueiros fora de combate, o Grêmio pode ter Ozéia e Neuton como substitutos. Lúcio segue improvisado no meio de campo e Saimon forma dupla com Adilson, que foi poupado no treino de quinta.

No Vitória

O meia Ramon está de volta ao time do Vitória. O técnico Ricardo Silva relacionou o veteranos, que não atuou diante do Atlético-PR, rodada passada, quando os baianos foram derrotados na Arena da Baixada. Além de Ramon, Jonas está confirmado como titular na lateral direita, já que Eduardo, suspenso, não poderá atuar.

FICHA TÉCNICA:

VITÓRIA X GRÊMIO

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data/Hora: 2/10/2010 – 16h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)
Auxiliares: Luiz A. Muniz de Oliveira (RJ) e Arnaldo Rodrigues de Souza (CE)

VITÓRIA: Lee, Jonas, Wallace, Anderson Martins e Egídio; Vanderson, Ricardo Conceição, Elkeson e Ramon; Júnior e Henrique.
Técnico: Ricardo Silva.

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Ozéia, Neuton e Fábio Santos; Saimon, Adilson, Lúcio e Roberson; Jonas e Diego. Técnico: Renato Gaúcho.

Candidatos à presidência do Grêmio inscrevem chapas

Eleição no Conselho Deliberativo tricolor será na próxima quinta-feira

Airton Ruschel e Paulo Odone, candidatos à presidência do Grêmio, apresentaram oficialmente nesta sexta-feira os nomes que integram suas chapas, respectivamente de situação e de oposição. A eleição está marcada para as 20h do dia 07 de outubro, próxima quinta-feira.

Primeiro, ambos disputam a preferência do Conselho Deliberativo. É preciso obter apoio mínimo de 30% dos 300 conselheiros (90 votos) para se chegar à segunda etapa da eleição – aberta aos sócios.

Se apenas um candidato atender à esta cláusula de barreira no Conselho, será declarado vitorioso sem necessidade de nova disputa. Caso Airton Ruschel e Paulo Odone obtenham, cada, ao menos 30% dos votos, os sócios gremistas escolherão nas urnas o novo presidente do clube no dia 16 de outubro.

A apresentação das chapas com seis vice-presidentes – denominadas ‘Conselho de Administração’ – é obrigatória. Airton Ruschel inscreveu Ben-Hur Marchiori, César Augusto Peixoto, Denis Abrahão, João Lauro Noguez, Jorge Santana e Sergei Ignácio da Costa; Paulo Odone apresentou-se com Antônio Vicente Martins, Eduardo Antonini, Carlos Tadeu Vianna, Ricardo Vontobel, Francisco Rocha dos Santos e Alfredo Ferreira de Oliveira.

Ruschel, apoiado pelo presidente Duda Kroeff, tem como desafio chegar à votação popular. Em setembro os correligionários de Paulo Odone conquistaram as 150 cadeiras ofertadas na renovação do Conselho Deliberativo.

O próprio Paulo Odone estima que pelo menos mais 75 pessoas entre os conselheiros remanescentes devem apoiá-lo, totalizando 225 votos – o que deixaria Airton Ruschel abaixo da cláusula de barreira de 30%.

Para conquistar os eleitores, Ruschel promete manter Renato Gaúcho no cargo de treinador. Odone prefere falar sobre renovações de contrato apenas após a disputa, mas também anuncia um nome forte entre os gremistas: quer repatriar Rodrigo Caetano, hoje no Vasco, para o cargo de diretor-executivo remunerado.