Aniversário, milésimo jogo, Felipão: Grêmio tem jogo especial na quarta

No dia em que festeja 107 anos de vida, Tricolor completa mil jogos no Campeonato Brasileiro e reencontra ídolo histórico

Grêmio x Palmeiras. A reedição de um clássico de sair faísca nos anos 90. E no aniversário do Tricolor. E na noite em que o clube gaúcho alcança a marca de mil jogos no Campeonato Brasileiro. E com Luiz Felipe Scolari na beira do campo – mesmo que como adversário. Não faltam elementos para o jogão de quarta-feira, no Olímpico. O Tricolor, há cinco jogos sem derrotas, tenta deixar a data ainda mais especial. Uma vitória confirmará a ambição azul de brigar por vaga na Libertadores.

O Grêmio completa 107 anos de vida na quarta-feira, 15 de setembro. O clube espera casa cheia contra o Palmeiras e pede que os torcedores levem cartazes ao estádio. As cinco melhores mensagens renderão uma camiseta oficial aos gremistas que as produzirem. Além disso, é o milésimo jogo do Tricolor no Campeonato Brasileiro.

Em 38 edições na Primeira Divisão do torneio, o clube gaúcho somou 421 vitórias, teve 268 empates e sofreu 310 derrotas. Marcou 1331 gols e sofreu 1087. Não será apenas mais um jogo, e os atletas percebem isso.

– É um jogo diferente para quem vem ao estádio presenciar o espetáculo. Podemos usar isso como motivação, mas a vontade de jogar tem que partir de cada um, independentemente desses ingredientes – disse Victor, goleiro do Grêmio.

A partida também encerrará quase dez anos de ausência de Luiz Felipe Scolari em jogos no Olímpico. O treinador é um ídolo histórico do clube. Foi tricampeão gaúcho (87, 95 e 96) e ganhou a Copa do Brasil (94), a Libertadores (95), a Recopa (96) e o Brasileirão (96).

Em 17 de setembro de 2000, o treinador, no comando do Cruzeiro, empatou por 0 a 0 com o Grêmio no estádio tricolor. Um ano depois, já no comando da seleção brasileira, Felipão apelou à parceria dos gaúchos para vencer o Paraguai por 2 a 0 e encaminhar a presença do Brasil na Copa de 2002, que renderia o pentacampeonato mundial à equipe verde-amarela. Foram as últimas vezes em que ele esteve na área técnica do Olímpico.