Victor pega pênalti e Grêmio tira invencibilidade do Timão em casa

Corinthians não perdia em casa havia 23 partidas; Grêmio não vencia fora de casa havia quase um ano

E caiu a invencibilidade do Corinthians. Após 23 partidas sem perder no Pacaembu, o Timão foi derrotado pelo Grêmio na noite deste sábado pelo placar de 1 a 0, em jogo válido pela 21ª rodada do Brasileirão. O resultado a favor dos visitantes ainda representou outro fato significante: o Grêmio, que não vencia fora de casa pelo Brasileirão havia praticamente um ano (desde 13 de setembro de 2009), finalmente conseguiu uma vitória.

Às vésperas da partida contra o líder Fluminense, a derrota em casa ainda fez a distância entre o Timão e o líder permanecer igual, uma vez que o Flu também foi derrotado . Sem Ronaldo e Roberto Carlos na noite deste sábado, poupados para o confronto da próxima quarta-feira, o Corinthians ainda desperdiçou um pênalti em cobrança de Iarley, que Victor defendeu.

E o carrasco do Corinthians neste sábado foi justamente um jogador que já defendeu o Timão. Douglas, inclusive, disse sentir saudade do clube do Parque São Jorge . Mas o meia não perdoou o seu ex-clube ao marcar um belo. Em respeito, não comemorou.

O jogo:

Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

O Grêmio não se intimidou com os quase 30.000 torcedores presentes no Pacaembu na noite deste sábado. Sem medo, logo tomou conta do meio de campo nos primeiros minutos de jogo, conseguindo manter a posse de bola por mais tempo, porém, sem conseguir criar chances.

MAIS BRASILEIRO

Logo aos 13 minutos do confronto, após entrada de carrinho de Douglas, o volante Ralf teve de deixar o campo, às lágrimas, com uma aparente lesão no tornozelo esquerdo, para a entrada de Boquita.

O Corinthians foi equilibrando a partida, mas até a metade da etapa inicial só havia criado apenas uma chance concreta de gol, após finalização de Elias, defendida pelo goleiro Victor.

Com Bruno César sem conseguir encostar nos atacantes para construir investidas ofensivas, o Timão pouco conseguiu criar até então. Do outro lado, o Grêmio respondia com Gabriel, que exigiu excelente defesa de Julio Cesar após chute com força em um rebote de cobrança de escanteio.

Motivado pelo bom momento do Grêmio na partida, o meia Douglas, que já atuou pelo Corinthians, marcou um golaço aos 33 minutos. Vindo do lado direito do campo, aplicou uma caneta no zagueiro Paulo André antes de finalizar com um chute com força, no ângulo, sem chances para Julio Cesar.

Após o revés, o Corinthians tentou reagir, e quase conseguiu o empate com Bruno César, em cobrança de falta. Porém, foi o time visitante que cresceu ainda mais nos minutos finais do primeiro tempo e quase ampliou o placar com Borges, após boa saída do goleiro alvinegro, que fechou o ângulo para impedir o segundo gol dos gaúchos, antes de os jogadores descerem para os vestiários.

Na volta do intervalo, o técnico Adilson Baptista já promoveu sua segunda alteração, mas, desta vez, por opção tática. Moacir, apagado na lateral direita, deu lugar ao meia Danilo, em uma tentativa de povoar um pouco mais o meio corintiano e criar mais chances de gol.

A entrada de Danilo surtiu efeito logo nos primeiros minutos da etapa complementar. Mais ofensivo, o Corinthians passou a pressionar o adversário e chegou a criar mais chances de gol. Tanta pressão logo criou a chance de o Timão empatar a partida. Após disputa de bola entre Vilson e Bruno César na área, o meia do Corinthians caiu e o árbitro Francisco Carlos Nascimento marcou pênalti. Apesar de duvidoso, o lance ainda levou o juiz a dar o segundo amarelo ao zagueiro gremista e, consequentemente, expulsá-lo. Porém, na cobrança, o chute de Iarley parou nas mãos do goleiro Victor, que caiu bem no canto esquerdo para fazer a defesa. Logo após a cobrança, o atacante corintiano ainda perdeu um gol em cima da linha, após interceptação de Rafael Marques.

Com um a menos, o Grêmio teve de mudar sua composição tática para conseguir se manter no jogo. Para isso, o técnico Renato Gaúcho colocou Paulão e Roberson em campo, nos lugares de Douglas e Jonas, respectivamente. Mesmo assim, nos minutos seguintes o que se viu foi um Corinthians mais ousado e dominando o jogo.

O time da casa foi criando boas chances pelas laterais do campo e quase chegou ao empate por diversas vezes. Nas bolas paradas, Bruno César foi quem mais levou perigo ao gol gremista. Porém, o goleiro Victor se destacou e foi segurando a vitória gaúcha.

Sem restar outra opção, o Grêmio foi se fechando ainda mais. Após a saída de Borges, o Tricolor Gaúcho ficou com todos os seus jogadores no campo defensivo, apenas segurando o placar.

Até os minutos finais, o Timão continuou pressionando, mas não conseguiu chegar ao gol de empate. Com a vitória, o Grêmio se distancia em definitivo da zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Tricolor Gaúcho enfrenta o Palmeiras, no Olímpico, enquanto o Corinthians enfrenta o líder, Fluminense, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 0 X 1 GRÊMIO

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 10/9/2010 – 18h30
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)
Auxiliares: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Guilherme Dias Camilo (MG).
Renda e público: R$ 966.465,00 / 29.533 pagantes.

Cartões amarelos: Boquita (COR); Ferdinando, Rafael Marques, Victor, Vilson e Borges (GRE)
Cartões vermelhos: Vilson 12’/2ºT
GOLS: Douglas 33’/1ºT (0-1)

CORINTHIANS: Julio Cesar, Moacir (Danilo, int.), Paulo André, William (Defederico 18’/2ºT) e Leandro Castán; Ralf (Boquita 18’/1ºT), Jucilei, Elias e Bruno César; Jorge Henrique e Iarley. Técnico: Adilson Batista.

GRÊMIO: Victor, Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Fábio Santos; Ferdinando, Adilson, Souza e Douglas (Paulão 15’/2ºT); Jonas (Roberson 21’/2ºT) e Borges (Lúcio 37’/2ºT). Técnico: Renato Gaúcho.