Grêmio vira e vence Gre-Nal do centenário

Souza marca o gol 500 do Tricolor na História do clássico


Nilmar marcou o seu, mas não evitou a derrota.

Nilmar marcou o seu, mas não evitou a derrota.

Deu Grêmio. 2 a 1 na partida que marcou os 100 anos do clássico gaúcho. Jogando no Olímpico, o time virou a partida com gols de Souza e Maxi López. Nilmar fez o gol do Internacional. O Inter perde a chance de ser líder e o Grêmio se aproxima dos primeiros colocados.

O Grêmio começou melhor no Olímpico. Com os avanços de Fábio Santos pela esquerda e Souza e Maxi López tabelando pelo meio, o Tricolor chegava com facilidade na área do Inter e perdeu algumas oportunidades de abrir o placar. O Internacional quando chegou pela primeira vez, quase marcou. Sorondo cabeceou após escanteio e Victor fez grande defesa.

E foi o Colorado quem saiu na frente. aos 24 minutos, Nilmar recebeu lançamento, ganhou a dividida com Souza e bateu no alto, sem chances para Victor.

Assista os Golls da Partida:

Com o gol sofrido, o Grêmio partiu para cima. Até que aos 34, Souza foi derrubado por Guiñazu. Ele mesmo bateu a falta e marcou um belo gol, o de número 500 de sua equipe na História dos Gre-Nais.

A segunda etapa começou da mesma forma que a primeira. O Grêmio tinha mais posse de bola e chegava pelas laterais. Mas o rival começou a apertar a saída de bola e teve duas boas chances de marcar. Primeiro com Nilmar, que fez grande jogada individual, mas foi desarmado na hora da finalização. E depois com D’Alessandro, que encontrou espaço para bater de perna esquerda e assustar a torcida gremista, pois a bola bateu no lado de fora da rede.

Aos 24 minutos, veio a virada do Grêmio. Após cobrança de escanteio, Adilson tentou o chute, a bola bateu em Ginãzu e sobrou para Maxi López bater e colocar o Tricolor na frente.

O Internacional precisou sair e deixou espaços para os contra-ataques. O Grêmio quase ampliou em um deles, mas o chute de Herrera bateu na trave. Na sequência, o Tricolor tentou esfriar o jogo e muitas paralisações para substituições aconteceram. No fim, o Gre-Nal do centenário terminou com o triunfo gremista, para felicidade da parte zul de Porto Alegre

FICHA TÉCNICA:

GRÊMIO 2 X 1 INTERNACIONAL

Estádio: Olímpico (Porto Alegre, RS)

Data/hora: 19/07/2009 – 16h (de Brasília)

Árbitro: Leonardo Gaciba

Auxiliares: Altemir Hausmann e José Franco Filho

Gols: Nilmar, 24/1T (0-1); Souza, 34/1T (1-1); Maxi López, 24/2T (2-1)

Cartões Amarelos: Guiñazu e Taison(INT); Tcheco (GRE)

Cartões Vermelhos: Não houve.

GRÊMIO: Victor, Mário Fernandes (Makelele, 39/2T), Rafael Marques, Réver e Fábio Santos; Adilson, Túlio, Souza e Tcheco; Herrera (Jonas, 39/2T) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.

INTERNACIONAL: Lauro, Bolívar (Danilo Silva, 36/2T), Indio, Sorondo e Kléber; Sandro, Guiñazu, Andrezinho (Giuliano, 34/2T) e D’Alessandro; Nilmar e Taison (Alecsandro, 27/2T). Técnico: Tite.

Grêmio e Inter celebram 100 anos de rivalidade com Gre-Nal no Olímpico

Jogo ocorre um dia depois do centenário do primeiro encontro entre os rivais de Porto Alegre


Tcheco, do Grêmio, e D’Alessandro, do Inter

Ganhe quem ganhar, não vai ter faixa no peito, volta olímpica ou taça no armário. Perca quem perder, não será o fim do mundo. Na prática, o Gre-Nal deste domingo não é daqueles de vida ou morte. Mas a questão é que ele vai muito além da frieza dos resultados. Às 16h, quando a bola rolar no Olímpico, não são apenas três pontos na tabela do Campeonato Brasileiro que estarão em jogo. O que mais importa é o orgulho de ser o vencedor de um clássico que já está previamente marcado na história de Grêmio e Internacional.

É o Gre-Nal que marca os 100 anos de uma das maiores rivalidades do futebol mundial. O primeiro encontro entre tricolores e colorados foi em 18 de julho de 1909. Na ocasião, o Grêmio, já com seis anos de vida, atropelou um recém-nascido Inter, que ainda engatinhava com seus três meses de existência. O jogo terminou 10 a 0. Cem anos e um dia depois, os gigantes de Porto Alegre, ambos campeões do mundo, ambos carregados de conquistas e orgulhos, voltam a duelar. Mais do que uma partida, o Olímpico verá a celebração de dois clubes que não se entendem, mas não se separam.

MEMÓRIA E.C.: Qual o seu Gre-Nal inesquecível? Comente no blog

O Inter vai para o clássico em situação melhor na tabela. O time colorado é o vice-líder do Brasileirão, com 23 pontos. O Grêmio, com 15, é o oitavo.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os detalhes do clássico histórico em Tempo Real, com vídeos. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra ao vivo para todo o país.

Um jejum que incomoda

O Grêmio vê o Olímpico como ponto determinante na luta para encerrar o jejum de sete Gre-Nais sem vitória. O primeiro clássico de 2009 foi em Erechim, e os outros dois tiveram o Beira-Rio como palco. O Inter ganhou todos. É uma sequência negativa, nascida em 2007, que incomoda os jogadores do Grêmio.

– Temos a obrigação de vencer por ser em casa e uma responsabilidade maior ainda por termos perdido os Gre-Nais do Gauchão. Devemos uma resposta aos nossos torcedores e a nós mesmos – disse o capitão Tcheco.

Será o primeiro Gre-Nal de Paulo Autuori como técnico do Grêmio. Em 1999, ele participou de cinco clássicos defendendo o Inter. Venceu dois, perdeu dois e empatou um. O treinador diz que a partida cria uma atmosfera diferente, mas pede que sua equipe seja o mais natural possível. Ele não quer nada diferente do habitual.

O Grêmio tem dois desfalques para domingo. O lateral-direito William Thiego, expulso contra o Coritiba, e o zagueiro Léo, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, estão fora. Na zaga, Réver volta para formar dupla com Rafael Marques. O flanco deve ficar a cargo de Joilson, que foi praticamente confirmado por Autuori.

Souza volta ao time no meio. No ataque, dois argentinos. Jonas, apesar dos gols que fez nos dois últimos jogos, volta ao banco de reservas. Herrera foi escolhido pelo treinador para ser o parceiro de Maxi López na frente.

Inter misterioso, mas com D’Alessandro

O Inter vai cheio de mistérios para o clássico. Até o esquema está indefinido. Como Tite está com poucos volantes, deve optar pelo esquema 3-5-2, já utilizado na vitória de 4 a 2 sobre o Fluminense. Magrão e Glaydson, expulsos na última rodada, estão fora. O alento para o treinador é o retorno de Sandro, recuperado de lesão muscular.

– Encaro o 3-5-2 como uma opção. Como perdi os volantes, é uma possibilidade. Antes, já descartaria – disse o treinador.

A noite de sexta-feira reservou uma boa notícia para os colorados. O argentino D’Alessandro, de repetidas grandes atuações em Gre-Nais, ganhou efeito suspensivo do STJD após receber 60 dias de suspensão pela confusão na final da Copa do Brasil. Assim, El Cabezón está liberado para o clássico e deve começar a partida.

Kleber, após cumprir suspensão, estará na ala esquerda. Bolívar cuidará do outro lado. Há uma dúvida no ataque, entre Taison e Alecsandro. O garoto, autor de dois gols contra o Fluminense, tem mais chances.

Nova vitória sobre o maior rival poderá enterrar as contestações ao time do Inter. A equipe caiu de rendimento após as perdas da Copa do Brasil e da Recopa. Tite chegou a balançar no cargo, mas corre risco quase nulo de perder o emprego em caso de insucesso no clássico.

Autuori tem conversa com Tcheco, Souza, Herrera e Túlio no treino deste sábado

Equipe faz atividades leves no Olímpico visando ao clássico de domingo


O técnico do Grêmio, Paulo Autuori, conversou em separado com o assistente Rene Weber, com o capitão Tcheco, com o atacante Herrera e com os meias Souza e Túlio durante o treino desta manhã no Estádio Olímpico, o último antes do Gre-Nal deste domingo. A partida contra o Inter está marcada para as 16h no estádio do Tricolor.

Ainda não se sabe o que foi debatido entre eles. Os jogadores do time correram no gramado e depois fizeram um rachão. Não houve treino técnico.

O volante Adilson não treinou neste sábado, devido a uma fadiga muscular. Ele é dúvida para a partida de amanhã contra o Inter.

Cerca de 300 torcedores acompanham o treino do Tricolor, que começou por voltas das 10h. Um coletiva de imprensa com os jogadores do Grêmio deverá ter início às 11h30m. O almoço da equipe será na concentração.

Direção do Grêmio confirma que Alex Mineiro está fora do clube

Jogador teria dito que não vê perspectiva de ser titular no Tricolor


Alex Mineiro não é mais jogador do Grêmio

O centroavante Alex Mineiro não está mais nos quadros do Grêmio. O jogador conversou com o vice de futebol, Luiz Onofre Meira, e disse que não via perspectivas para se tornar titular no time. Assim, pediu sua liberação do clube.

Ao que tudo indica, existe uma proposta do Atlético-PR, mas ainda não existe uma confirmação sobre isso.

Nesta sexta-feira, o presidente Duda Kroeff disse que o assunto será retomado na semana que vem. Mesmo com a saída de Alex Mineiro, dificilmente um novo atacante será contratado pelo Tricolor.

– Temos bons atacantes no grupo. O Maxi, o Jonas, Herrera, Perea e o Roberson, que é um garoto que está surgindo e em que o Paulo Autuori deposita muitas esperanças – disse Duda.