Presidente do Tricolor gaúcho ainda não confirma a permanência do meia Souza

Diretoria do Grêmio espera anunciar acerto com o jogador na semana que vem e diz que negociações estão avançadas, mas não chegaram a 100%


Souza diz que já se sente jogador do Grêmio, mas a diretoria do clube gaúcho segue em negociações com o Paris Saint-Germain, da França, detentor dos direitos federativos do atleta. A ideia é renovar com o meia por mais três anos. O presidente do Tricolor, Duda Kroeff, ainda não dá a manutenção de Souza como certa.

– Está bem encaminhado, mas não dá para dizer que está tudo muito bem. Seria um exagero. Tenho esperança de estar com o negócio fechado na semana que vem – disse Kroeff.

Segundo o dirigente, faltam detalhes para o acerto definitivo. As pendências envolvem os dois clubes. Não há mais questões a serem resolvidas entre o Grêmio e o jogador.

– São coisas que sempre acontecem em uma negociação: prazo, preço final… Com o Souza, está tudo certo – afirmou o presidente.

Souza foi preservado do jogo contra o Goiás. Consequentemente, ainda não fez o sétimo jogo pelo Grêmio no Brasileirão e ainda pode se transferir para outra equipe brasileira. A diretoria tricolor, porém, diz que a ausência dele neste sábado não teve qualquer relação com o limite de partidas para negociações internas no Brasil.

Autuori lamenta erros e comemora raça do time gaúcho no empate com o Goiás

Apesar da má atuação, treinador do Grêmio elogia postura da equipe no segundo tempo. Gol do empate sai no último minuto, com Maxi López


O técnico do Grêmio, Paulo Autuori, viu defeitos e qualidades em sua equipe no empate em 2 a 2 com o Goiás, na noite deste sábado, no Olímpico, pela sétima rodada do Brasileirão. Ele lamentou os erros do time tricolor nos lances de gol do adversário, mas ficou satisfeito com a luta dos atletas por um placar melhor. O gol que garantiu a igualdade saiu aos 47 minutos do segundo tempo.

– O empate teve sabor de justiça pelo que o time fez no segundo tempo. No primeiro, erramos no posicionamento. Na etapa final tivemos atitude. Seria injustiça perder o jogo. Falhamos duas vezes e recuperamos com garra e determinação – disse o treinador.

No primeiro gol do Goiás, marcado por Felipe, a zaga gremista ficou desatenta em uma cobrança rápida de falta. No segundo, de Felipe Menezes, Réver errou na saída para o ataque. Autuori pediu mais atenção.

– Foram erros. Não pode acontecer. Foi total desatenção. Oferecemos os gols ao adversário, mas felizmente reagimos com determinação.

O Grêmio, passado o empate com o Goiás, volta a pensar na Libertadores. Na quarta-feira, o time tricolor visita o Cruzeiro no Mineirão. É o primeiro jogo das semifinais da disputa continental.

Ofensas racistas geram prisão de torcedor no Olímpico

Torcedores do Grêmio discutem e ofensor vai para delegacia


Uma prisão inusitada nas cadeiras do Olímpico, neste sábado, durante o jogo contra o Goiás: numa discussão entre dois torcedores do Grêmio, um deles fez ofensas racistas. O outro chamou a polícia, e a prisão foi feita em flagrante.

O torcedor foi levado ao Juizado Especial Criminal, que funciona no Olímpico e no Beira-Rio em dias de jogos. O juiz, porém, considerou que casos de racismo são de vulto maior e o agressor foi levado para a 2ª. Delegacia de Polícia.

Os juizados dos dois estádios costumam receber casos de posse de drogas e de agressões físicas – e julgam na hora. Caso de racismo, esse foi o primeiro.

No ano passado, uma cena de racismo explícito – bem mais grave – se verificou perto do Olímpico, depois de um jogo: integrante da organizada Geral do Grêmio deu um tiro na cabeça de um torcedor de outra organizada tricolor. Essa torcida exibira nas arquibancadas faixas com as figuras do ex-jogador Everaldo e do autor do hino do clube, Lupicínio Rodrigues – ambos negros.

Tcheco reclama de erros bobos da defesa

Meia lembra que o time está chegando em momento decisivo e precisa de mais atenção


Ao longo da semana, Tcheco sentiu dores, mas foi para o jogo mesmo assim

Ao longo da semana, Tcheco sentiu dores, mas foi para o jogo mesmo assim


O Grêmio sofreu para conseguir o empate com o Goiás por 2 a 2, ontem, jogando no Olímpico. Um resultado positivo, se considerado o que aconteceu nos 90 minutos da partida. O Esmeraldino esteve na frente por duas vezes e se não fosse o gol salvador de Maxi López, aos 47 do segundo tempo, o Tricolor teria perdido o jogo.

Para o meia Tcheco, o motivo pelo fraco desempenho da equipe foram os erros bobos cometidos pela defesa. Um deles ocorreu quando os gremistas ficaram reclamando com o árbitro e não viram Iarley, que se aproveitou da desatenção para dar o passe que originou o primeiro gol. E no segundo, a defesa ficou parada e Felipe Menezes recebeu de frente para o goleiro.

– Nós, praticamente, demos os gols para o Goiás. A defesa cometeu muitos erros e isso não pode se repetir ou teremos muitos problemas pela frente – reclama o meia, que marcou um gol de pênalti na partida.

Sobre a Libertadores, o jogador revelou não achar que chegaram os quatro melhores times na semifinal da competição e, sim, os que forma mais competentes.

– Talvez não tenham chegado os quatro melhores nas semifinais, mas os que foram mais inteligentes nos momentos decisivos – afirma Tcheco.