Quase lá, Grêmio recebe San Martín para confirmar vaga nas quartas

Só tragédia elimina Tricolor da Libertadores após vitória por 3 a 1 em Lima. É a última partida do interino Marcelo Rospide no torneio continental

Ampliar Foto divulgacao/Site Oficial do Grêmio

Marcelo Rospide (de boné): último compromisso do técnico interino na Taça Libertadores

Em uma Libertadores da América, é sempre melhor ficar com um pé e meio atrás, mas não tem como fugir da realidade: o Grêmio vai a campo nesta quarta-feira, contra o San Martín, apenas para confirmar uma vaga que já é certa. Só uma tragédia poderá impedir a classificação do time gaúcho às quartas de final da competição continental. A vitória de 3 a 1 no jogo de ida, em Lima, deixou o Tricolor em situação extremamente confortável para o duelo das 22h (de Brasília), no Olímpico.

O Universidad San Martín de Porres, clube recém-saído das fraldas, com cinco anos de fundação e que tem um dente gigante como mascote, precisa ser heróico para bater um rival que não costuma comer mosca em Porto Alegre. Os peruanos necessitam de vitória por três gols, qualquer que seja o placar, ou então por dois de diferença, mas só a partir do 4 a 2. Na prática, é quase impossível, até porque o Grêmio já mostrou ser bastante superior ao oponente – que talvez seja o melhor dos quatro adversários encontrados pelo Tricolor até agora na Libertadores. O adversário nas quartas será Deportivo Cuenca, do Equador, ou Caracas, da Venezuela, que fazem o segundo jogo nesta terça. No primeiro, teve vitória equatoriana por 2 a 1.

Último jogo de Rospide na Libertadores


O duelo com o San Martín é o último jogo de Marcelo Rospide no comando do Grêmio na Libertadores. O substituto dele, Paulo Autuori, chegará a Porto Alegre entre o fim desta semana e o início da próxima. E certamente receberá o time classificado às quartas e ainda invicto na Libertadores.

O Grêmio é, em números, o melhor time da disputa continental. São sete jogos, com seis vitórias e apenas um empate, o 0 a 0 da estreia, contra o Universidad de Chile. Diante do San Martín, a atenção está toda em Maxi López, destaque da vitória em Lima ao fazer dois gols – o outro foi de Souza.