Grêmio e Santos estreiam com ambição do tamanho do país

Com altos e baixos no primeiro semestre da temporada 2009, gremistas e santistas duelam no Olímpico

Souza (Grêmio) x Kléber Pereira (Santos)

O tricolor mais otimista dirá que o Grêmio segue imbatível na Libertadores e que caminha em passos largos rumo ao tri da América. Mas aí o tricolor mais pessimista lembrará que o time fracassou no Gauchão e que perdeu os três Gre-Nais do ano. O santista otimista entrará na conversa e dirá que o Peixe cresceu nos últimos jogos e quase foi campeão paulista. E o pessimista aparecerá para observar que o primeiro semestre não teve canecos na Vila, que teve até aquela eliminação esquisita para o CSA na Copa do Brasil. Pois é assim, tentando administrar altos e baixos na temporada, que Grêmio e Santos iniciam a disputa do Campeonato Brasileiro de 2009. O jogão é neste domingo, às 18h30m (de Brasília), no Olímpico.


O Grêmio foi vice-campeão em 2009 e agora quer mais. O Santos correu risco de rebaixamento no ano passado e não quer mais nem pensar nessa possibilidade. O Tricolor de Victor, Réver, Tcheco, Souza e Maxi López sente que pode disputar o título. O Peixe de Fabiano Eller, Paulo Henrique, Madson, Neymar e Kléber Pereira tem a mesma ambição. A largada na competição já é um teste de fogo para duas equipes que sempre entram para caçar o título.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha todos os detalhes do jogo do Olímpico em Tempo Real, com vídeos. O Premiere, pelo sistema pay-per-view, mostra ao vivo para todo o Brasil.

No meio da Libertadores, o Brasileirão
O Grêmio entra na disputa nacional muito mais interessado na reta final da Libertadores do que nas rodadas iniciais do Brasileirão. Mas o clube gaúcho não desliga do torneio local. A prova é que escalará força máxima contra o Peixe. Nada de descansar atletas para o jogo de volta das oitavas-de-final da competição continental, quarta-feira, no Olímpico, contra os peruanos do San Martín.

No Olímpico, corre a percepção de que o time deste ano está mais forte do que no ano passado. A chegada de jogadores como Ruy, Fábio Santos, Túlio, Joilson, Maxi López e Alex Mineiro parece ter reforçado o grupo. Outra mudança, e das grandes, está na comissão técnica. Demitido há pouco mais de um mês, Celso Roth, agora no Atlético-MG, será substituído por Paulo Autuori no clube gaúcho. O novo comandante pode chegar do Qatar, onde treina o Al-Rayyan, já na semana que vem.

A estrutura de time é a mesma dos tempos de Roth, firmada no 3-5-2, com Ruy avançando bastante na ala direita e Fábio Santos um pouco mais contido no outro flanco. O miolo do meio conta com a proteção de Adílson, a qualidade de Tcheco e a ótima fase de Souza, destaque do time.

Mas a principal sensação tricolor está no ataque. O argentino Maxi López, com quatro gols na Libertadores, pode ser uma arma forte também no Campeonato Brasileiro.

O Grêmio acredita ter condições de disputar o título nacional, mas prevê uma competição casca grossa, até mais do que no ano passado.

– Eu acho que o Grêmio entra forte, entra com um time equilibrado, para uma disputa que será até mais emocionante do que em 2008. Estamos no mesmo nível de todos os campeões estaduais – observou o capitão Tcheco.

Ao ataque, no embalo do Paulistão
Satisfeito com o desempenho de sua equipe no Paulistão, o técnico Vagner Mancini, do Santos, inicia o Campeonato Brasileiro mantendo a base utilizada no Estadual. Ele segue apostando na formação com três jogadores mais à frente – Neymar, Kléber Pereira e Madson.

O treinador não poderá contar com o volante Rodrigo Souto, que sofreu uma lesão muscular na coxa, e com o goleiro Fábio Costa, que está com gripe. Na sexta-feira, o volante participou do treinamento coletivo, mas no time reserva. Segundo o tecnico Mancini, ele ainda sente um incômodo no local e não vai jogar. Germano será mantido na equipe. No gol, o titular será Douglas.

O lateral-esquerdo Léo, que está afastado desde o dia 1º de março, por causa de uma lesão no joelho esquerdo, voltou a treinar com bola, mas só terá condições de jogo na segunda rodada, contra o Goiás, na Vila Belmiro. Assim, Triguinho segue como titular.