Grêmio goleia, rebaixa o Ipatinga e se mantém na briga pelo título

Tricolor sofre gol, mas consegue a virada fora de casa: 4 a 1

O Grêmio fez valer a fama de imortal e se manteve vivo na luta pelo título do Campeonato Brasileiro e, de quebra, garantiu presença na Libertadores 2009. O Tricolor derrotou o Ipatinga por 4 a 1, em Minas, tirando dois pontos do São Paulo, que empatou o Fluminense no Morumbi. O triunfo do clube gaúcho foi de virada. Pablo Escobar abriu o placar para os mineiros. Marcel (dois), Jean e Léo marcaram para o Tricolor.

A vitória levou o Grêmio a 69 pontos. O São Paulo tem 72. Entretanto, o número de vitórias é o mesmo. Caso o time gaúcho vença em casa o Atlético-MG na última rodada e o time paulista perca para o Goiás fora, o título vai para o Olímpico.

Tigre dá susto no início

O primeiro tempo da partida foi dominado em grande parte pelos visitantes. Apesar de o Ipatinga ter aberto o placar com Pablo Escobar aos cinco minutos, após jogada de Afonso pela direita, o restante da etapa teve o Tricolor mais presente no campo de ataque.

A igualdade não demorou a sair. Veio aos 12 de jogo, quando o zagueiro Jean apareceu no ataque pela esquerda, chegou à linha de fundo e cruzou. Marcel completou de cabeça para o gol.

Sempre pelos lados do campo, o Grêmio chegava com perigo. Aos 20, foi a vez de Felipe Mattioni receber na área e bater buscando o ângulo esquerdo. Fred saltou em colocou para escanteio.

Três minutos depois, a virada. Tcheco bateu falta da esquerda, a bola bateu na zaga e voltou para Souza. O meia pegou de primeira e mandou para a área, pegando a defesa do Ipatinga de surpresa. Paulinho Dias demorou a sair e deu condição a Jean, que se antecipou a Fred e cabeceou para o gol: 2 a 1.

Paulinho Dias falhou de novo, e o Grêmio não perdeu a oportunidade. O volante recuou mal, nos pés de Willian Magrão. O meia mandou rapidamente para Marcel tocar na saída de Fred e ampliar o marcador.

Depois do gol, Marcel sentiu uma contusão e deixou o campo. Roth preferiu colocar Helder em campo, deslocando Souza para o meio de campo. O Tricolor demorou um pouco a se encaixar com a nova formação, e o Ipatinga cresceu nos minutos finais. Adeílson, aos 37, obrigou Victor a fazer grande defesa em chute de fora da área. Cinco minutos depois, Pablo Escobar cruzou da esquerda, e Ferreira, livre, cabeceou por cima do gol.

Gol para decidir o jogo

Mas na volta para o segundo tempo o Grêmio mostrou que Celso Roth acertou o posicionamento do time na conversa do intervalo. Logo aos oito minutos, Jean ajeitou de cabeça, após cruzamento na área, e Jean só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

O quarto gol do Grêmio esfriou os ânimos da partida. A única boa chance que veio depois foi um chute de fora da área do jovem Muller, aos 20 minutos, e que obrigou Victor a saltar e espalmar para escanteio.

Já com o rebaixamento encaminhado, o Tigre não encontrou forças para reagir. No fim, Silvio acabou sendo expulso, dificultando ainda mais para os mineiros.

Resultado final ficou mesmo no 4 a 1. O Tricolor passou a tocar a bola e fazer o tempo passar, de olho no jogo do São Paulo. Fim da linha para o Tigre, retomada da esperança para o Grêmio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: